FANDOM


Yotsuyu goe Brutus é um personagem da expansão Final Fantasy XIV: Stormblood. Ela é a vice-rei imperial de Doma.

Perfil Editar

Aparência Editar

Yotsuyu é uma Hyur Midlander de Doma com pele clara, olhos amarelos pálidos, tem uma pinta acima do lado esquerdo do queixo e longos cabelos escuros com um grampo de flores ornamentadas. Ela usa um elegante colarinho preto com um padrão que lembra uma teia de aranha, um manto preto com detalhes em vermelho e um obi de ouro. Ela raramente é vista sem um cachimbo.

Após perder sua memória, Yotsuyu usa roupas de camponês com um chapéu de grama.

Personalidade Editar

A graça e beleza de Yotsuyu desmentem um coração de pedra e vontade de sobreviver por qualquer meio. Uma comandante cruel e sádica, ela despreza Domanos devido a sua dolorosa infância e seu casamento com um nobre abusivo. Sob o pretexto de expurgar elementos radicais e satisfazer sua excitação pessoal de ver atos desumanos sendo feitos em Domanos, Yotsuyu perpetra numerosas atrocidades contra seu próprio povo. A própria Yotsuyu vê seu ódio por Doma como um abismo, sem fundo e insaciável.

Embora leal ao Império Garlean, especificamente a Zenos yae Galvus, Yotsuyu é verbalmente abusiva para seus subordinados, especialmente com Grynewaht, para levá-los a obedecê-la. Ela teme o príncipe Garlean, pois sabe que ele não tolera o fracasso e, portanto, fica desesperada para permanecer em suas boas condições.

Alerta de spoiler: Detalhes sobre a história a seguir. (Pular seção)

Yotsuyu nem sempre foi odiosa, mas sim deprimida e solitária, especialmente durante sua infância e juventude. Seu ex-mestre, quando era cortesã, descreveu-a quando seu pai a vendeu como "mais boneca que mulher" e com "olhos que tinham desistido da vida". Sua raiva e ódio surgiram graças aos Garleans.

Após sua perda de memória, como "Tsuyu" ela se torna mais infantil e vulnerável, sempre no lado de Gosetsu para protege-la. Quando confrontada pelas pessoas cuja vida ela arruinou, ela cai de joelhos chorando, desculpando-se, apesar de ter esquecido suas ações passadas. O verdadeiro objetivo de Yotsuyu era fazer com que a sua família pagasse pelo tormento que eles fizeram ela suportar, pois ela aceita que eles fizeram dela o monstro que Doma teme e odeia.

História Editar

Nascida na família Naeuri, Yotsuyu sofreu uma infância terrível antes de seus pais casarem ela com um nobre abusivo chamado Sashihai. Ela foi enviada para uma casa de prazer para pagar as dívidas do marido depois que ele morreu. Ela traiu seu povo para servir como uma espiã Garlean para Zenos yae Galvus, e tornou-se vice-rei de Doma por decreto de Zenos, contando com seu ódio para remover toda a esperança dos Domanos.

FFXIV Yotsuyu 02

Yotsuyu no Mar Rubi.

Yotsuyu usa sua posição para atormentar os Domanos enquanto denuncia a Confederação do Mar Rubi como um partido governante legítimo. Ela anuncia que aqueles que fazem negócios com eles serão considerados inimigos do império.

Com o recentemente rebaixado Grynewaht como seu guarda-costas, Yotsuyu mantém uma corte na vila de pescadores de Isari para satisfazer seu ódio com a eliminação de traidores e indesejáveis. Gosetsu Everfall, observando suas ações com o Guerreiro da Luz, Lyse Hext, e Alisaie Leveilleur, tenta ganhar tempo enquanto Yotsuyu interroga ele sobre o paradeiro do verdadeiro herdeiro de Doma, Hien. Os Scions of the Seventh Dawn vencem a Confederação e expulsam os imperiais de Isari quando forçam os Kojins a abandonar seus postos imperiais. Yotsuyu mais tarde faz Grynewaht matar um Kojin Vermelho antes de tomar a katana Ame no Habaki, que estava junto dos tesouros dos Homens-fera.

Yotsuyu apresenta a lâmina para Zenos quando ele chega ao Castelo de Doma ao ouvir sobre o ataque da Confederação. Ele testa a lâmina no Guerreiro da Luz e em Yugiri Mistwalker quando eles tentam assassiná-lo. Agarrando Yotsuyu pelos cabelos, Zenos lhe dá uma chance final de acabar com os rebeldes antes de jogá-la no chão. Depois de dar um tapa em Grynewaht quando ele tenta ajudá-la, Yotsuyu revela a presença do Guerreiro da Luz em Yanxia. Ela ordena que Grynewaht mate o grupo do Guerreiro da Luz enquanto prepara uma operação massiva para eliminar toda a oposição em Doma.

FFXIV Hien vs Yotsuyu

Hien dá o golpe final em Yotsuyu.

A Frente de Libertação Domana se recusa a aceitar a derrota. Yotsuyu comanda suas forças para lutar até a morte e tem o monstro ciborgue que Grynewaht se tornou como sua última tentativa de vingança em sua última linha de defesa. Depois que Grynewaht é derrotado, Yotsuyu é encurralada por Hien e seus vassalos. Ela explica por que ela ficou do lado do império e revela que estava ganhando tempo para sua última aposta: ter o derrubar o Castelo de Doma e levar o príncipe consigo. Ela é abatida quando tenta atirar em Hien e tenta matar Gosetsu enquanto ele segura o teto. Yotsuyu não consegue impedir que o grupo de Hien escape, pois ela está aparentemente esmagada sob o castelo que está afundando. Carregada pela corrente, Yotsuyu e Gosetsu sobrevivem e acabam encalhados em uma ilha.

Em "The Legend Returns", Gosetsu consegue levar Yotsuyu para Kugane através de uma jangada improvisada. Yotsuyu sofreu perda de memória e se tornou infantil com Gosetsu se referindo a ela como "Tsuyu". Ela obedientemente acompanha Gosetsu através do Mar Rubi até Doma para se encontrar com Hien, com o seu protetor preocupado sobre usas ações contra o povo Doman.

FFXIV Tsuyu and Gosetsu

Tsuyu lavando Gosetsu.

Em "Under the Moonlight", Gosetsu permanece de cama e hospitalizado por Tsuyu. Ele afirma estar mais saudável e estará de volta em condições de combate em breve. Depois de querer provar a fruta kaki de Namai, sua comida favorita quando ele era criança, Tsuyu corre para a aldeia para procurá-la. Suas memórias foram retornando gradualmente e ela percebe que realmente fez algo para o povo de Doma. Ela se ajoelha e se curva, pedindo desculpas aos aldeões de Namai. Lorde Hien pede aos aldeões para deixar este assunto com ele e leva Tsuyu de volta.

Durante o encontro entre o Lorde Hien e Asahi sas Brutus para confirmar a negociação sobre a troca de prisoneiros, Asahi traz seus pais, que são os padrastos de Yotsuyu, o que tem um efeito crítico em sua amnésia. Depois que o grupo do Lorde Hien retorna a Kienkan, Tsuyu foge e recupera suas memórias. Pensando que ela não merece a bondade de Gosetsu, ela tenta cometer suicídio. Seus padrastos acreditam que ela ainda não tem lembranças do passado e discutem como vão vender o Yotsuyu por dinheiro novamente. Yotsuyu os mata e retorna com Asahi, que admite que enviou seus pais para serem mortos por Yotsuyu.

Na conclusão dos eventos que levaram a "Castrum Fluminis", Yotsuyu insiste em desempenhar seu papel como vice-rei do Doma como Zenos ordenou a ela, com as pessoas sendo suas para governar e punir. Enquanto Hien contradiz sua afirmação, sua expressão cruel e icônica assobia seu rosto. Ela chama Doma de pântano pútrido e pestilento, sobre o qual ela deveria reinar até que o último homem caia aos seus pés.

Ela pega seu artefato de crista lunar e invoca a essência de Tsukuyomi, a divindade da noite, dividindo sua personalidade sob a influência do primal relacionada à lua. Ela ataca Hien, o Guerreira do Luz e seus companheiros, transforma suas armas em formas mais poderosas, e as combina com os poderes recém-obtidos que governam as fases da lua, a efeitos devastadores. Durante a batalha Tsukuyomi logo se dissipa apenas para o que parecem ser o espírito do passado dela voltando para atacá-la. Espíritos de seus antigos pais, subordinados e pessoas conhecidas de Yotsuyu são invocados para o local, desfilando fragmentos de suas trágicas experiências passadas diante dos olhos do Guerreiro da Luz e de todos os presentes. A inundação de memórias e emoções envia Yotsuyu a um estado misturado de masoquismo, autopiedade e ira. Convencida de que não tem mais nada a perder, cede ao sofrimento, invocando os fantasmas do passado para alimentar sua alma com a mais negra malícia. Apenas o "fantasma" de Gosetsu tenta intervir e pede que ela não jogue fora sua vida novamente. O grupo do Guerreiro da Luz triunfa sobre ela, liberando o poder primal de Yotsuyu, terminando seu caminho de vingança.

Yotsuyu retorna à sua forma original, quase morta, mas Asahi atira nela várias vezes com sua pistola. Asahi questiona por que Zenos deu a ela tudo o que ele acredita que deveria ser dele e chuta Yotsuyu deitada no chão até que ela invoca as espadas de Tsukuyomi para matar seu meio-irmão, dizendo que ela guardou a suas últimas forças apenas para ele.

Tsuen

Yotsuyu afirma que a bruxa de Doma está prestes a morrer, e Gosetsu pode lamentar por "Tsuyu". As últimas palavras de Asahi predizem para o Guerreiro da Luz que Zenos está voltando. Lorde Hien volta com seus subordinados e Gosetsu lamenta por Yotsuyu, perguntando por que os kami salvaram suas vidas apenas para infligir essa dor e tragédia.

Os spoilers terminam aqui.

GaleriaEditar

Artes
Capturas de tela
Outros

EtimologiaEditar

Yotsuyu significa "orvalho da noite" em japonês.

Depois de perder suas memórias, Gosetsu lhe dá um apelido de "Tsuyu". Tsuyu significa "orvalho da manhã" em japonês.

Há uma missão do cenário principal envolvendo ela intitulada "Gone Like the Morning Dew" (lit. "Foi Como o Orvalho da Manhã").

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.