FANDOM


Loisoux Seals Bahamut

Os Doze tentando selar Bahamut.

Os Doze (The Twelve em inglês) são o panteão de Eorzea em Final Fantasy XIV, que consiste em doze divindades benevolentes, que governou o continente e as ilhas circundantes, até a chegada das tribos errantes. Durante a criação do personagem do jogo, os jogadores devem se alinhar com uma das doze divindades, que afeta um pouco a resistência elementar.

Os Doze desempenham um papel crucial no patch 1.23 da primeira versão de Final Fantasy XIV .

Perfil Editar

Os primórdios da história e a verdadeira natureza dos Doze são desconhecidos, assim como sua possível relação com o mothercrystal Hydaelyn e seu oposto, a divindade Zodiark.

Os Doze fixaram residência na terra que ficou conhecida como Eorzea com os moogles como seus servos. Os Doze governaram a terra até a chegada das tribos errantes: o Elezen, Miqo'te, Lalafell, Roegadyn e Hyur. Impressionados com a desenvoltura e resiliência das tribos, os Doze cederam a terra com algumas das divindades patronais das cidades de Eorzea.

Cada par dos Doze comanda um dos seis elementos e cada um está associado a um mês do calendário Eorzeano. Cada par elementar está, inversamente, ligado a uma das seis constelações do céu noturno de Hydaelyn:

  • O Caule é o Tronco da Árvore do Mundo, plantado pela Nophica, a Matrona, e nutrido por Althyk, o Guardião, e é a fonte da qual toda a vida é dita ter surgido.
  • A Balança é feito próspero pelos comerciantes Nald e Thal, mas é mantido em equilíbrio por Azeyma.
  • A Espiral é uma grande torre de ferro com engrenagens giratórias e molas tensas, construída por Byregot, o Construtor, e está constantemente sob ataque de Rhalgr, o Destruidor, mas seus parafusos só servem para alimentar a torre.
  • A Flecha foi criada no topo de um pico elevado por Oschon, o Andarilho, que foi guiado por Llymlaen, o Navegador.
  • O Jarro é o recipiente de Thaliak, o Erudito, do qual brota um poderoso rio que contém todo o conhecimento mantido no passado, presente e futuro, e contém o aether.
  • A Lança simboliza Halone, a Fúria, cujo domínio foi esculpido a partir dos raios de luar congelados de Menphina, o Amante.

História Editar

Alerta de spoiler: Detalhes sobre a história a seguir. (Pular seção)

Final Fantasy XIVEditar

Nael van Darnus, o Legatus da VIIª Legião, invocou Dalamud usando a magia proibida do Império Allagan. Sua derrota em Castrum Novum sob as forças combinadas das Grandes Companhias de Eorzea não afetou a queda de Dalamud. Os símbolos dos Doze apareceram através de Eorzea, gravados em pedra e pulsando com um brilho fraco e reconfortante. Alegando que os deuses seriam despertados do sono pelas rezas unidas de seus vassalos, o erudito Elezen Louisoix Leveilleur encorajou o povo de Eorzea a procurar esses símbolos e oferecer súplicas aos Doze. Mais tarde, ele confessou a seus aventureiros escolhidos que os símbolos foram esculpidos por ninguém menos que ele mesmo. Em sua busca por um item que ele descreveria como Daybreak, ele criara as âncoras espirituais como parte de um ritual para salvar seu reino; a invocação dos Doze.

Louisoix liderou o exército de três nações em Cartenau Plains em Mor Dhona, onde as forças do Império Garlean e da Aliança Eorzeana se encontraram em uma batalha conclusiva. A batalha se deteve quando Dalamud se quebrou para soltar o mais antigo primal, Bahamut cuja fúria instigou a Sétima Era Umbral. Louisoix convocou o poder dos Doze, fazendo com que grandes colunas de luz surgissem das pedras marcadas. As colunas tomaram formas que lembram as torres de Dalamud e perfuraram Bahamut doze vezes, prendendo-o no lugar enquanto uma esfera radiante se estabelecia ao redor dele. Glifos aetheriais se manifestaram nos céus mas o ritual fracassou. Embora Louisoix tenha chegado perto de selar Bahamut, ele se conteve, sabendo que a invocação simultânea de doze deidades iria ferir Hydaelyn. Louisoix consignou-se ao seu destino, usando a energia que permaneceu para conjurar o poder de Althyk e mandar os aventureiros além do alcance do tempo e do espaço.

Final Fantasy XIV: A Realm RebornEditar

Os Doze foram comparados aos primals das Tribos Feras por Gaius van Baelsar, que os considera como "eikons" e insinuam que eles poderiam ser invocados com cristais suficientes. Isto é apoiado por um esquema envolvendo jovens refugiados de Ala Mhigo, que esperavam roubar o suprimento de cristais dos Amalj'aa para invocar Rhalgr para decretar vingança contra o Império Garlean. Mais tarde, Nabriales afirma que Louisoix foi capaz de invocar os Doze sem uma grande soma de cristais através do uso de Tupsimati.

Final Fantasy XIV: HeavenswardEditar

Primals não são os seres originais, mas imitações, ou a visão de alguém que seria dada forma. Portanto, os Doze não podem ser invocados desta maneira, mas uma imagem primal à sua imagem pode ser. Como tal, a teoria de Gaius sobre a invocação dos Doze, e o esquema para invocar Rhalgr, estão um incorretos.

Os spoilers terminam aqui.


Os DozeEditar

HaloneEditar

FFXIV Halone Icon

Halone, a Fúria deusa da guerra, comanda o elemento de gelo e está vinculado à Primeira Lua Astral (primeiro mês). Ela é descrita como uma guerreira implacável segurando um grande escudo de bronze, e seu símbolo é três lanças. Halone é também o padroeira Santa de Ishgard, e é rival de Nophica.

A marca de Halone está localizado em Fury's Gaze em Coerthas Central Highlands (7,31). Antes da calamidade, poderia ser encontrado em um local com o mesmo nome na área de Twinpools de Coerthas, (11, 20).

Halone Gerbera é uma planta dito ser amado da deusa.

MenphinaEditar

FFXIV Menphina Icon

Menphina, a Amante, guardiã das luas que já foram gêmeas e agora solitárias e a deusa do amor, comanda o elemento de gelo e está associada com a Primeira Lua Umbral (segundo mês). Ela é descrita como uma empregada carregando uma frigideira. Seu símbolo é a lua cheia. Irmã de Azeyma, e a amante de Oschon.

A marca de menphina está localizado perto de Steel Vigil em Coerthas Central Highlands (22,8). Antes da calamidade, poderia ser encontrado em uma das pilhas de pedra em Gwyr-Aen em Coerthas (43, 7).

Dalamud foi muitas vezes referido como "leal cão de Menphina" antes de sua queda; durante o advento da Sétimo Era Umbral, isso foi muitas vezes alterado para as coisas menos lisonjeiros como "bastardo de Menphina".

A habilidade "Ward Menphina" de Botânico, aumenta temporariamente a taxa de drop de Ice Shards durante a coleta.

Os Miqo'te Keeper of the Moon adoraram tradicionalmente Menphina

ThaliakEditar

FFXIV Thaliak Icon

Thaliak, o Estudioso, deus do conhecimento, comanda o elemento água e está ligada à Segunda Lua Astral (terceiro mês). Ele é retratado como um estudioso reservado segurando um ashen staff, e seu símbolo é o pergaminho. Thaliak é também o professor de Byregot, e o patrono de Sharlayan.


A marca de Thaliak está localizado em Rathefrost em Mor Dhona (18,17). Antes da Calamidade, poderia ser encontrada em um pilar de cristal na The Crypt of Xandes, noroeste de Camp Brittlebark em Mor Dhona (6, 15).

A habilidade de Mineiro "Ward Thaliak" aumenta temporariamente a taxa de drop de Water Shards durante a coleta.

A vara de Louisoix Leveilleur tem a marca de Thaliak.

NymeiaEditar

FFXIV Nymeia Icon

Nymeia, a Giradora, a observadora dos corpos celestes e a deusa do destino, comanda o elemento da água e está associado com a Segunda Lua Umbral (quarto mês). Ela é descrita como um tecelão, um véu de seda branco. Seu símbolo é a roda de fiar. A irmã mais velha de Althyk, e mestre de Rhalgr.

A marca de Nymeia está localizado ao sul de Moraby Drydocks, Lower La Noscea (26,37). Antes da calamidade, podia ser encontrada em um penhasco no Moraby Bay, Lower La Noscea, (29, 36).

Nymeia tornou-se brevemente a divindade matrona de Ala Mhigo durante o reinado do rei Theodoric de 1552 à queda da cidade-estado em 1557.

LlymlaenEditar

FFXIV Llymlaen Icon

Llymlaen, a Navegadora, observadora dos mares e deusa da navegação, comanda o elemento vento e está vinculada ao Terceira Lua Astral (quinto mês). Ela é descrita como uma forte pescadora segurando um arpão de lâmina longa, e seu símbolo é a onda. Llymlaen é também a padroeira de Limsa Lominsa.

A marca de Llymlaen está localizado em Anchor Yard em Limsa Lominsa Upper Decks (7,14). Antes da calamidade, podia ser encontrada em um monumento de pássaro em Limsa Lominsa, (4, 7). É na Marca da Navegadora em que Y'shtola está orando na abertura de A Realm Reborn.

A habilidade "Ward Llymlaen" de Botânico, aumenta temporariamente a taxa de drop de Wind Shards durante a coleta.

Os mapas em La Noscea fazem várias referências a Llymlaen.

OschonEditar

FFXIV Oschon Icon

Oschon, o Andarilho, regente das montanhas e deus dos andarilhos, comanda o elemento vento e está associado com o Terceiro Lua Umbral (sexto mês). Ele é retratado como um ranger despreocupado empunhando um arco. Seu símbolo é a bengala. Irmão de Nald'thal, e companheiro de Halone. Ele era o padroeiro da cidade antiga de Nym.

A marca de Oschon está localizado perto de Floating City of Nym em Outer La Noscea (25,18). Antes da Calamidade, poderia ser encontrado na área de Iron Lake de Upper La Noscea, (3, 20).

Oschon's Torch é um farol no God's Grip em Lower La Noscea. Após o God's Grip ficar separado da ilha principal de Vylbrand após a calamidade, uma ponte chamada Oschon's Embrace foi construída.

ByregotEditar

FFXIV Byregot Icon

Byregot, o Construtor, fornecedor da arquitetura e deus das artes, comanda o elemento relâmpago e está vinculado à Quarta Lua Astral (sétimo mês). Byregot é retratado como um ferreiro ardente segurando um martelo de duas cabeças, e seu símbolo é a mão. Byregot é também aluno de Thaliak.

A merca de Byregot está localizada em Camp Tranquil em South Shroud (15,27). Antes da calamidade, podia ser encontrado em um lago perto de Camp Crimson Bark em Pixie Falls, Black Shroud, (7, 29).

A habilidade de Carpinteiro "Byregot's Blessing" aumenta em 100%, acrescido de 20% para cada bônus ao controlo concedida pelo Inner Quiet.

A habilidade de Mineiro "Ward Byregot" aumenta temporariamente a taxa de drop de Lightning Shards durante a coleta.

RhalgrEditar

FFXIV Rhalgr Icon

Rhalgr, o Destruidor, destruidor de mundos e deus da destruição, comanda o elemento relâmpago e está vinculado à Quarta Lua Umbral (oitavo mês). Ele é retratado como um mago carregando uma vara de bronze, e seu símbolo é o meteoro. Pai de Byregot e Halone, atendente para Nymeia, e divindade guardiã da nação de Ala Mhigo.

A marca de está localizado em Little Ala Mhigo, Southern Thanalan (19,14). Antes da calamidade, poderia ser encontrado na aldeia de refugiados de Little Ala Mhigo, ao sul de Camp Drybone, Thanalan.

AzeymaEditar

FFXIV Azeyma Icon

Azeyma, a Governadora, guardiã do sol e deusa do inquérito, comanda o elemento fogo e está vinculada à Quinta da Lua Astral (nono mês). Ela é descrita como uma nobre senhora segurando um leque dourado, e seu símbolo é o sol radiante.

A marca de Azeyma está localizado em perto de Burning Wall em Eastern Thanalan (24,29). Antes da calamidade, poderia ser encontrado na área Sandgate area de Eastern Thanalan, Thanalan, (50, 29).

Os Miqo'te Seeker of the Sun adoram tradicionalmente Azeyma.

Uma missão em Gridania na versão 1.0, "Hearing Confessions", envolve a procura de seguidores de Azeyma.

Nald'thalEditar

FFXIV Nald thal Icon

Nald'thal, o Comerciante, supervisor de transações e do submundo e deus do comércio, comanda o elemento de fogo e está ligado à Quinta Lua Umbral (décimo mês). Nald'thal é retratado como um comerciante exigente segurando uma balança, e seu símbolo é a concha. Nald'thal é uma única manifestação dos gêmeos nald e Thal.

Este é o único membro dos Doze que tem duas marcas. As pedras são agora localizado em Ul'dah, Arrazaneth Ossuary em Steps of Thal (13,13) e Milvaneth Sacrarium em Steps of nald (7,12) em . O primeiro local é atualmente inacessível a partir da versão 2.0. Antes da calamidade, eles poderiam ser encontrados na Milvaneth Sacrarium e Arrazaneth Ossuary, respectivamente. Nald'thal é o patrono da Ul'dah. É nessa marca que Thancred está rezando na abertura de A Realm Reborn.

A habilidade de Mineiro "Ward Nald'thal" aumenta temporariamente a taxa de drop de Fire Shard durante a coleta.

NophicaEditar

FFXIV Nophica Icon

Nophica, a Matrona, deusa da abundância, comanda o elemento Terra e está ligada à Sexta Lua Astral (décimo primeiro mês). Ela é descrita como uma fazendeira eufórica segurando uma foice, e seu símbolo é a folha. Nophica é também a padroeira de Gridania.

A marca de Nophica está localizado na entrada de Stillglade Fane na Old Gridania (7,10). Antes da calamidade, poderia ser encontrada em Skyserpent's Egg no Nophica's Altar, levando a Stillglade Fane. Papalymo e Yda estão orando em sua pedra na abertura de A Realm Reborn.

Nophica's Wells no Western Thanalan foi chamado assim porque ele era uma vez um oásis. A água secou durante as mudanças climáticas na Sétima Era Umbral.

A habilidade "Ward Nophica" de Botânico, aumenta temporariamente a taxa de drop de Earth Shards durante a coleta.

As habilidades de Conjurer "Shroud of Saints" e "Sacred Prism" são chamados de "Proteção da Deusa" e "Compaixão da Deusa" na versão japonesa. A equipe de desenvolvimento confirmou que isto faz referência Nophica, cujo altar está fora da guilda Conjurer.

Um hino é conhecido por homenagear a Nophica. Este hino é favorito entre agricultores e colheitadeiras em Gridania. A letra é:

O doce sorriso do Sol e a respiração fria do vento
Ambos eu te mando
Para amadurecer o teu fruto e espalhar tua semente
E nutrir aqueles que cuidam de você.

AlthykEditar

FFXIV Althyk Icon

Althyk, o Guardião, deus do tempo-espaço, comanda o elemento terra e está associada com a Sexta Lua Umbral (décimo segundo mês). Ele é retratado como um imperador austero empunhando um machado grande de Mythril. Seu símbolo é a ampulheta. Pai de Azeyma e Menphina, e irmão mais velho de Nymeia.

A marca de Althyk está localizado perto de Amdapor Keep em South Shroud (23,25). Antes da calamidade, poderia ser encontrado em uma formação de pedra perto Lynxpelt Patch, Black Shroud (45,22).

Item-Chave: Althyk's Lavender é encontrado como um dos itens em uma missão no Leste Thanalan.

Louisoix conjurou o poder de Althyk durante a batalha final com Bahamut para mandar os aventureiros a um lugar mais seguro.

Guardião do JogadorEditar

Depois de criar um personagem e escolher sua data de nascimento, os jogadores devem se alinhar a uma das doze divindades, o que afeta levemente as resistências elementares.

A partir do Patch 4.2, as resistências elementares não são mais aumentadas na criação do personagem.

Guardião Fogo Gelo Vento Terra Relâmpago Água
Halone +0 +4 +3 +2 +2 +2
Menphina +0 +4 +3 +2 +2 +2
Thaliak +2 +2 +2 +3 +0 +4
Nymeia +2 +2 +2 +3 +0 +4
Llymlaen +3 +0 +4 +2 +2 +2
Oschon +3 +0 +4 +2 +2 +2
Byregot +2 +2 +2 +0 +4 +3
Rhalgr +2 +2 +2 +0 +4 +3
Azeyma +4 +3 +0 +2 +2 +2
Nald'thal +4 +3 +0 +2 +2 +2
Nophica +2 +2 +2 +4 +3 +0
Althyk +2 +2 +2 +4 +3 +0

GaleriaEditar

Lacais das pedras

TrivialidadesEditar

  • Cada um dos símbolos das divindades reflete uma das suas características.
  • Cada uma das cartas do baralho divino dos Astrologians, exceto para Lord e Lady, representam as seis constelações do céu noturno de Hydaelyn. Os símbolos dos Doze podem ser vistos nas cartas.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.