FANDOM


Noctis é o herdeiro legítimo do trono de Lucis, e suas provações começam quando ele parte da Cidade Real para se casar com a lady Lunafreya Nox Fleuret. Em combate, ele brande armas espectrais que forja em pleno ar, poder herdado por aqueles da linhagem real.
— Descrição oficial[4]

Noctis Lucis Caelum é o personagem jogável e o principal protagonista de Final Fantasy XV. Ele é o príncipe herdeiro do trono de Lucis, o reino que possui controle sobre o Cristal. Por conta disso, ele possui os poderes dos reis de Lucis. Ele foi inicialmente anunciado para o jogo Final Fantasy Versus XIII, que foi cancelado e eventualmente se transformou no Universo de Final Fantasy XV.

Noctis é filho do rei Regis, e viaja junto dos seus amigos Gladiolus Amicitia, Ignis Scientia e Prompto Argentum. Ele parte de sua casa em Insomnia para Altissia para se casar com Lunafreya Nox Fleuret e solidificar uma união política. Ele é jogado em um conflito contra o Império Niflheim, e deve assumir suas obrigações e se tornar um rei. Noctis trata seus amigos próximos como iguais e inicialmente se esforça para lidar com suas responsabilidades, vendo seu pai como um modelo. Ele se esforça muito para organizar seus sentimentos, com os quais ele prefere lidar sozinho. Ao longo da sua jornada, seus três companheiros notam que sua confiança aumentou e como ele se tornou mais resoluto.

Noctis é o principal personagem jogável. Ele pode equipar todas as armas, e as Esferas de Ascensão de Combate se concentram exclusivamente nele. Ele pode se teletransportar ao jogar sua arma para longe para se mover rapidamente pelo campo e causar danos a inimigos com a translocação ofensiva. Ele pode invocar seu Armiger para aumentar sua força e velocidade. Sua habilidade de lazer é pescar, o que permite que o jogador participe de um minigame em Lucis e Altissia.

DossiêsEditar

Filho do rei Regis e 114º herdeiro ao trono de Lucis. Embora tenha sido escolhido pelo Cristal para ser o salvador desta estrela, uma lesão sofrida na juventude impediu seu acesso ao potencial completo de seu poder inato. Com a bênção de seu pai, ele parte da Cidade Real de Insomnia numa viagem com seus três companheiros mais próximos. Seu destino: Altissia, onde Noctis deverá casar-se com a Oráculo, Lunafreya Nox Fleuret de Tenebrae. Ao deixar o abrigo da cidadela pela primeira vez, o príncipe vê o quanto ele é desconhecido fora das muralhas do castelo.
Alerta de spoiler: Detalhes sobre a história a seguir. (Pular seção)

Adicionado depois do Capítulo 1:

Dias após sua partida, Noctis descobre que o traiçoeiro império de Niflheim destruiu a Cidade Real e roubou o precioso Cristal do reino. Seu choque e sua confusão aumentam ainda mais ao ouvir uma transmissão listando seu pai, sua noiva e ele próprio entre os mortos. Com relutância e um coração pesado, ele veste o manto de seu finado pai e embarca numa jornada de autodescoberta como o novo monarca do reino.

Adicionado no Capítulo 14:

Tendo passado dez anos letárgico, solitário e deleitando-se à luz do Cristal, Noctis finalmente desperta como o verdadeiro rei. O único raio de esperança em um mundo tomado pelas trevas, ele se junta novamente aos seus amigos e retorna a Insomnia para cumprir seu chamado real.
Os spoilers terminam aqui.

PerfilEditar

Loucos definiram as regras deste mundo. Basta dar uma olhada ao redor. É inegável.
— Noctis

AparênciaEditar

Noctis Lucis Caelum

Close-up do rosto de Noctis

Noctis é um jovem com 176 cm (5'9") com cabelo preto espetado e olhos azuis que podem brilhar em vermelho. Ele usa uma jaqueta preta com botões com figuras de crânio (que tem o texto "Roen" nelas), o zíper solto e detalhes de lantejoulas nos bolsos. No interior, a jaqueta tem estampa de leopardo, o que não é aparente no seu modelo dentro do jogo.[5] Por baixo, ele usa uma camisa cinza com estampas de caveira. Sua calça é cinza e também possui estampas de caveira, e suas botas têm fivelas pretas e solas vermelhas. Ele também usa uma luva preta de couro de motoqueiro na mão esquerda.

Quando jovem, Noctis tinha uma aparência delicada e juvenil com olhos azuis profundos e uma franja. Depois de sofrer uma lesão grave, Noctis às vezes usava uma cadeira de rodas.

Dez anos depois, as características faciais de Noctis tornaram-se mais maduras e ele tem uma barba. Sua mandíbula tornou-se mais quadrada e sua aparência é áspera. Sua roupa tornou-se mais formal e sofisticada, condizendo com sua posição real: um terno preto com jóias de ouro, uma ombreira preta e dourada no ombro esquerdo, uma joelheira dourada em torno do joelho esquerdo, acompanhados de uma capa com intrincadas correntes de ouro e sapatos pretos. A roupa é semelhante à usada por seu pai, o rei Regis, mas sem listras ou ornamentos no pescoço, já que foi feita sob medida para ele.

Roupas alternativasEditar

Noctis tem trajes alternativos disponíveis. Um estava disponível desde o início do jogo, e as outras são obtidas através do progresso da história, a partir de DLCs (grátis e pagos) e patches.

PersonalidadeEditar

Embora seus três companheiros não sejam da realeza, Noctis geralmente os trata como iguais. Sua educação é mais visível, no entanto, em sua linguagem corporal, postura e forma de agir em contraste com seu time. Ele cochila regularmente; isso está presente desde sua infância. De acordo com o Final Fantasy XV Prologue Parting Ways, a personalidade de Noctis mudou após o incidente de sua infância, tornando-se mais fechada, apesar de anteriormente ter sido uma criança animada. Em sua adolescência, ele parecia perpetuamente entediado e desinteressado com as coisas que aconteciam ao seu redor.

De acordo com o Final Fantasy XV: Official Works, a educação super protetora de Noctis o deixou com pouca habilidade de comunicação e ele normalmente é grosso com todos, menos com seus amigos mais próximos. Ter testemunhado o trabalho de seu pai como rei fez Noctis respeitar a posição e a dedicação necessárias para um bom soberano, mas também teme o momento em que ele terá que assumir o trono, fazendo com que as interações com seu pai se tornem difíceis.[3]

Young-Noctis-and-Sword-of-the-Father-KGFFXV

Noctis jovem e a Espada do Pai.

O diretor Hajime Tabata descreveu o relacionamento de Noctis com seu pai assim:

Noctis cresceu vendo seu pai como uma figura paterna e como o rei do país, então durante o jogo ele tenta crescer como pessoa e amadurecer com essa imagem de seu pai como um modelo.
—Hajime Tabata[6]

No Final Fantasy XV Collector's Edition Guidebook, Tabata descreve Noctis como tendo experimentado isolamento em sua juventude, e temendo perder as pessoas próximas a ele. As palavras e ações de Noctis muitas vezes resultam do medo de ser incapaz de satisfazer as expectativas daqueles que o rodeiam, mas como um contrapeso ele deseja agradá-los. Tabata pediu a Yusuke Naora, um dos diretores de arte de Final Fantasy XV, que olhasse para Noctis como uma pessoa real e descrevesse seu amadurecimento com realismo, ao invés de simbolismo.

Noctis lidou com muita turbulência emocional quando sua mãe morreu quando ele era jovem e seu pai teve que atender às demandas do reino, deixando Noctis se sentindo sozinho. No entanto, ele não é rancoroso quanto a isso, aceitando que os sacrifícios tinham que ser feitos. Noctis ainda está tentando descobrir quem ele é e se esforça para lidar com seus sentimentos. Ele se mantém muito recluso, especialmente ao confrontar seus sentimentos em relação a sua amiga de infância Lunafreya. Quando Noctis se esforça para lidar com as coisas, ele tende a evitar o problema e se torna ainda mais recluso, como quando evita seus deveres ou pensa em ser o próximo rei em Brotherhood Final Fantasy XV devido à sua preocupação com a saúde debilitada de seu pai. Quando ele reconhece que a situação está ruim, seu primeiro instinto é se concentrar em si mesmo, ao invés das pessoas com que ele deveria lidar, ou mesmo nos seus amigos mais próximos. Ele não compartilha o peso de sua tristeza com a morte de seus entes queridos, e, ao invés disso, tenta lidar com isso sozinho, isolando-se ainda mais e se afastando dos outros.

Ele se anima com as coisas que gosta e tem um ego um pouco inflado, como observado por Gladiolus. Noctis pode ser imprudente, tendo que ser segurado pelos outros, embora isso nem sempre o detenha. Ele é brincalhão, especialmente com Prompto, seu melhor amigo, e é frequentemente sarcástico. Perto do final da jornada de Noctis, seus amigos notam que sua confiança aumentou, e que ele se tornou mais sério e resoluto. Ele aprendeu a assumir as responsabilidades de sua posição e as cumpre sem hesitação.

Noctis não gosta de legumes, para o desagrado de Ignis, que tenta encorajá-lo a ter uma dieta saudável. Noctis e Prompto compartilham um desgosto por insetos e um amor por animais, especialmente animais de estimação e chocobos. Noctis parece ignorar o fato de que Iris tem uma queda por ele, embora seja óbvio para todo os outros. Ele também aparentemente é um motorista imprudente, como sugerido pela reação nervosa de Ignis a Noctis dirigir o Regalia até o Disco de Cauthess.

HabilidadesEditar

Noctis-Armiger-FFXV

Armiger.

Como o herdeiro do trono de Lucis, Noctis pode usar o poder dos reis, e aqueles com que ele se associa compartilham parte de seu poder. No entanto, devido a sua lesão na infância, ele não consegue atingir todo o potencial de seus poderes.

Armas se manifestam para seu uso do ar, e só ele pode manejar as armas reais cristalinas de seus antepassados; o poder de usar todas essas armas de uma vez é chamado de Armiger, durante o qual ele é empoderado pelas almas de seus ancestrais. Ele pode se translocar por distâncias curtas e atravessar matéria sólida, poderes os quais ele pode utilizar em batalha. Ele pode coletar poder elemental do ambiente e criar feitiços que aqueles com ele também podem ter acesso, mas seu verdadeiro poder mágico é aproveitado através do mítico Anel dos Lucii, que permite ao portador usar o poder do Cristal em troca de sua força vital. Noctis é o único que faz com que as poções e elixires do grupo tenham propriedades curativas [7]— sem ele, seriam apenas refrigerantes comuns. Os reis de Lucis forjaram alianças com os deuses Astral de Eos e, uma vez que o próprio Noctis faz isso, ele se torna capaz de chamar os Astrals para ajudá-lo. Com o Anel dos Lucii, Noctis aprende três magias únicas e poderosas.

Noctis é um excelente combatente, usando todas as armas à sua disposição com habilidade proficiente. Ele é bom em sincronizar com outros lutadores habilidosos para realizar poderosos ataques em conjunto.

Alerta de spoiler: Detalhes sobre a história a seguir. (Pular seção)

Depois de se tornar o receptáculo do poder do cristal, Noctis ganha o poder da Providência, que supera até mesmo o poder dos Astrals. Ele pode usá-lo sentando-se em seu trono e convocando os Lucii para ele entrar no reino entre a vida após a morte e o reino mortal[8], levando as armas reais para o "além" dentro de seu próprio corpo.

HistóriaEditar

Noctis Luis Caelum é o 114º na linhagem de Lucis e herdeiro do trono real. Escolhido pelo Cristal na tenra idade de 5 anos para um dia servir como receptáculo para o se poder e o salvador que purgaria a doença das estrelas.
—Descrição da tela de carregamento

Noctis é o filho do rei e da rainha Aulea, o prínipe herdeiro de Lucis e, portanto, herdeiro da linhagem Caelum. Quando Regis ouviu que Aulea estava subitamente entrando em trabalho de parto, ele e Cor Leonis - o marechal da Guarda Real e amigo de Regis - largaram tudo e correram com o Regalia para o hospital de tal maneira que danificaram o carro. Regis ficou extremamente feliz no nascimento de Noctis, mas Aulea morreu quando Noctis ainda era criança.[9] Ignis Scientia se tornou o retentor de Noctis quando ele tinha três .[10] anos e é, portanto, seu amigo mais antigo. Dois anos mais tarde, o Rei Regis descobriu com os espíritos dos antigos reis que seu filho de cinco anos era o Rei Eleito profetizado que se sacrificaria para salvar o mundo.[11][8] Talvez por essa razão, Regis quis que seu filho tivesse uma vida normal e plena, e Noctis teve uma infância relativamente comum, como por exemplo ter sido matriculado em uma escola regular.

Young Noctis injured in brotherhood

Noctis jovem ferido por um ataque de Marilith.

Como mostrado em Brotherhood Final Fantasy XV, quando tinha oito anos de idade, Noctis foi atacado pelo daemon Marilith, que foi implicitamente solto sobre eles por Niflheim, o império que estava em guerra com Lucis por centenas de anos. Os servos que estavam acompanhando Noctis morreram enquanto Noctis ficou gravemente ferido, mas ele foi salvo por Regis e seus companheiros. Como mostrado em Platinum Demo – Final Fantasy XV, Noctis entrou em coma e recuou para um mundo de sonhos onde ele ficou sob a proteção de Carbuncle, uma criatura mágica que o ajudou a se defender de ataques de uma força desconhecida que tentava impedi-lo de acordar. Depois disso, Noctis passou um tempo se recuperando em Tenebrae, onde fez amizade com a jovem princesa Lunafreya: mesmo que seu tempo juntos tenha sido breve, ele criaram laços e ela mostrou a Noctis um caderno vermelho que eles viriam a usar para se comunicarem secretamente, usando seu cão mágico Umbra como mensageiro.

Noctis aprendeu sobre o Cristal de Lucis e como seu pai é protetor juramentado de Lunafreya, que explicou que ele é o escolhido do Cristal para banir a praga da escuridão do mundo. Ele prometeu fazer isso, embora não entendesse o que estavam lhe pedindo. Noctis também conheceu Gentiana, a misteriosa Sumo Mensageira dos deuses que fica ao lado de Lunafreya. Gentiana ficou satisfeita pelo fato do futuro rei de Lucis ter uma relação tão próxima com o Oráculo.

Regis-Noctis-Escape-Tenebrae-KGFFXV

Regis leva Noctis embora quando Tenebrae é atacada.

Como mostrado em Kingsglaive: Final Fantasy XV, Niflheim invadiu Tenebrae e Regis escapou com o jovem Noctis. Embora ele também tenha tentado levar Lunafreya, ela optou por ficar para trás porque não podia abandonar seu irmão, Ravus. A partir daí, Noctis e Lunafreya não puderam mais se ver, embora mantivessem contato secretamente através dos cães mágicos de Lunafreya. Noctis nunca se recuperou totalmente do ataque de Marilith.

Quando um rei de Lucis morre, sua sabedoria é passada para a próxima geração através da união de almas e, assim, a linguagem real continua viva. A herança da família, o Anel dos Lucii, contém os poderes acumulados dos reis anteriores e é herdado pela próxima pessoa na fila do trono. No entanto, usar os poderes do anel consome a força vital do usuário. Regis estava condenado a envelhecer prematuramente devido a sua energia vital ser necessária para mantar a Muralha ao redor de Insomnia, a Cidade da Coroa. Regis tem um conflito interno e não sabe se deve colocar esse peso sobre Noctis.

Noctis In School

Noctis na escola.

Como descrito em Brotherhood: Final Fantasy XV, apesar de ser da realeza, Noctis frequentou uma escola regular onde conheceu um menino chamado Prompto, a quem Lunafreya havia aconselhado a procurar a amizade de Noctis, já que ele não tinha se misturado muito com seus colegas. Gladiolus era seu tutor em habilidades de batalha desde a tenra idade, mas os dois não se deram bem inicialmente, pois Gladiolus o achava mimado. Os dois ficaram amigos depois que Noctis, aos 10 anos de idade,[10] salvou a irmã mais nova da Gladiolus, Iris, e levou a culpa por vagar fora do palácio, mesmo que ele estivesse apenas seguindo Iris para se certificar de que ela não se machucaria. Quando Noctis tinha quinze anos, ele se mudou e passou a morar sozinho para ganhar mais independência e entrou no ensino médio,[10] e ele e Prompto se tornaram amigos. Embora Noctis tenha ido bem em seus exames, graduando-se como o melhor de sua classe, ele lutou com a pressão de ser o futuro rei e a perspectiva de seu pai morrer. Para manter essa pressão longe de sua mente, ele viveu a juventude como um cidadão genérico de sua idade, até mesmo conseguindo um emprego de meio período em um restaurante de sushi.

Aos 20 anos, Noctis sai de sua terra natal para formalizar a união de estados por meio de seu casamento com Lady Lunafreya, da província imperial de Tenebrae. Acompanhando Noctis estão seus amigos: Ignis, seu conselheiro real; Gladiolus, seu guarda-costas e Prompto, seu seu melhor e único amigo do ensino médio. Como descrito em Final Fantasy XV Prologue Parting Ways, Noctis tentou se encontrar com Regis um dia antes de partir, mas o rei estava muito ocupado com os preparativos para assinar o tratado. Lucis deveria abandonar todos os territórios fora de Insomnia ao império em troca da paz. Regis sabia que isso era uma armadilha e não contou a Noctis o verdadeiro motivo pelo qual ele estava mandando ele embora da cidade com seus amigos, esperando que seu filho algum dia entendesse suas razões.

Noctis-Regalia-Breakdown-FFXV

Noctis com o Regalia quebrado.

Os quatro partem em direção à Altissia para que Noctis possa se casar com Lunafreya para solidificar as relações entre seus países com uma união política. Regis os observa com o coração pesado nas escadas da Cidadela. A caminho de Leide, o Regalia, o carro de Regis que o grupo está usando, quebra. O grupo leva-o para a oficina mais próxima, a Hammerhead, onde se encontram com a mecânica Cindy e seu avô Cid, um antigo companheiro de Regis.

Cid reconhece Noctis e garante que o carro pode ser consertado, mas levará tempo, deixando a equipe sem poder continuar por um tempo. Embora soubesse que Noctis é o príncipe, Cid não age respeitosamente, dizendo que ele não acha que Noctis está pronto para se tornar rei. Cindy cuida dos reparos, e o grupo vai atrás de conseguir dinheiro para pagá-la. Uma vez que os reparos são feitos, o grupo segue para a cidade portuária de Galdin Quay, onde eles esperam pegar um barco para Altissia. No entanto, a barca não está funcionando. Eles se encontram com um estranho misterioso que age levianamente e lhes dá uma Moeda da Ascensão do Oráculo como "subsídio".

Outside-Insomnia-FFXV

Noctis conversa com Cor fora de Insomnia.

O grupo descobre que Niflheim atacou a Cidade Real, a Muralha caiu e o império roubou o Cristal. Noctis e seu pai são dados como mortos ao lado de Lunafreya. Eles retornam, mas um bloqueio os impede de chegar à cidade. Eles encontram uma colina para observar a cidade à distância, e recebem um telefonema de Cor Leonis, que fala qual é o estado das coisas. Noctis descobre que a notícia da morte de seu pai é verdadeira, e Cor o ajuda em sua busca para recuperar as armas lendárias dos antigos governantes de Lucis. Depois de seguir a estrada para Duscae, Cor considera Noctis forte o suficiente para continuar sua missão sem ajuda, e parte.

Iris liga para Noctis para dizer que ela havia chegado à cidade de Lestallum e eles decidem ir vê-la. No caminho, eles têm a opção de visitar o Meteoro dos Seis, que teria caído em Eos há muitos anos, mas se eles tentarem serão repelidos pelas forças imperiais. Em Lestallum, Iris mostra a cidade para Noctis e ele descobre que Lunafreya havia saído de Insomnia. Com poucos recursos e por causa do dever de Noctis para com seu país, o grupo retoma sua viagem à Altissia na esperança de que ela tenha ido até lá; no entanto, a balsa ainda está fora de serviço.

Titan-Vision-FFXV

A visão de Titã de Noctis.

Noctis é avisado de que uma tumba real está escondida na caverna atrás de uma cachoeira, e seu grupo se dirige até lá para recuperá-la. Noctis começa a ter dores de cabeça repentinas e visões bizarras pois o Archaean Titã chama por ele. A área do Disc of Cauthess, onde dizem estar o meteorito, está bloqueado pelo império, mas Ardyn Izunia, o estranho misterioso que eles encontraram em Galdin Quay, revela ser o chanceler de Niflheim e abre o caminho para eles. Noctis se apresenta ao Astral quando as forças imperiais atacam e tentam destruir o deus. Ele tem uma visão de Lunafreya conversando com o Titã, e faz um pacto com o deus, ganhando a habilidade de invocá-lo. Cercado por forças imperiais, Ardyn ajuda o grupo de Noctis a escapar do local. Embora Ardyn tenha os ajudado, Noctis não confia nele.

Lunafreya está buscando despertar os deuses de Eos, conhecidos como os Seis, que dormem desde a Guerra dos Astrals, que dizem despertar apenas para a realização da profecia. Noctis recebe uma mensagem dela vinda de Umbra, na qual ela expressa seu apoio pela causa. Duscae é envolta em uma tempestade até que Noctis passe pela provação de Ramuh e ganhe os meios de invocá-lo. Noctis é guiado por Gentiana, que se comunica com ele telepaticamente, dizendo a ele o que precisa fazer para ganhar o auxílio do deus.

FFXV TGS ravus with patry

Ravus confronta o grupo de Noctis.

Ao adquirir o poder de Ramuh, Noctis e seu grupo se infiltram na base imperial próxima para recuperar o desaparecido Regalia. Depois de lutar contra as armaduras magitek e os soldados da base, Noctis é confrontado por Ravus Nox Fleuret antes que ele possa chegar ao carro. Ravus repreende Noctis por sua negligência sobre as consequências de fazer pactos com os deuses e fica prestes a combatê-lo, mas Ardyn intervém, recua o exército e lembra a Ravus que ele precisa ir para Altissia. Com o Regalia recuperado, o grupo retorna a Lestallum.

Quando encontram Iris no hotel, ela revela que o general imperial Caligo Ulldor atacou Lestallum e o mordomo da família Amicitia, Jared Hester, foi morto defendendo-a. Seu neto, Talcott, fica traumatizo e Noctis expressa sua tristeza pela perda dele. Durante a noite, Noctis sonha com ele seguindo a cadela Pryna de Lunafreya enquanto encontra vários terrores.

Noctis e o grupo escoltam Iris para o Cabo Caem, mas no caminho descobrem que o império montou outra "fortaleza voadora" perto da Velha Lestallum. Com a ajuda de Ignis, Noctis incapacita o general Caligo, mas ele escapa antes que possam se vingar pela morte de Jared. Quando ele sai da base, Noctis é emboscado pela Comodora Aranea Highwind, com quem Caligo fala com desconfiança. Depois de uma luta breve, ela vai embora. Noctis continua até o Cabo Caem, onde a equipe técnica do Hammerhead está ocupada trabalhando no antigo navio de Regis, que lhes levará até Altissia. Eles ficam na nova casa de Iris e Talcott à beira mar, onde Talcott revela que ainda há minério de mythril que pode ser usado para consertar o navio em Vesperpool.

Caem-Group-Picture-FFXV

O grupo e Iris em Caem.

Gladiolus passa tempo sozinho para pensar sobre os acontecimentos recentes. Noctis, Ignis e Prompto entram na área controlada pelo império com a ajuda de Ardyn, embora não consigam entender o porquê de um funcionário imperial estar os ajudando. Eles se aventuram a encontrar o minério sob a supervisão de Aranea que foi "contratada" por Ardyn para escoltar Noctis. Ela os guia através de um templo submerso, uma anomalia criada pela antiga magia de Solheim. Através dela, Noctis descobre que a maior parte da força militar do império é alimentada por daemons: criaturas que se escondem nas profundezas das cavernas e surgem durante as horas mais escuras do dia. Aranea se preocupa com a direção que o regime está tomando. Depois de assegurar o mythril, Aranea deseja que Noctis fique bem, aconselhando-o a escolher seu próprio caminho de vida. Noctis e seu grupo retornam a Lestallun, onde Noctis se junta a um caçador para livrar a usina local de daemons que se transformam em Gladiolus.

Noctis e seus amigos seguem para Altissia no navio real do rei Regis. Durante a viagem eles conversam sobre a notícia de Ravus ser o alto comandante do exército imperial, onde ele segura a espada do Rei Regis, embora ele não possa manejá-la por não ser da linhagem de Lucis. Noctis se sente ambivalente, mas acredita que ele será capaz de recuperar a espada de Ravus.

Em Altissia, Noctis negocia com a Primeira Secretária Camelia Claustra para deixar Lunafreya acordar Leviatã, mas não consegue ver sua futura esposa, pois ela está sendo mantida presa para sua própria segurança. Lunafreya faz um discurso para a multidão sobre seu desejo de acordar o Hydraean e ajudar a banir a crescente escuridão. O mundo é atormentado por um fenômeno conhecido como a Doença das Estrelas, mas a linhagem dos Oráculos — da qual ela é a última — tem o poder de combater a escuridão. Noctis enfrenta a provação de Leviatã, que fica furiosa apesar dos esforços de Lunafreya que tenta acalmá-la. Lunafreya invoca os espíritos dos antigos reis de Lucis para ajudar Noctis, que luta contra Leviatã com o poder do reis, até que Titã interfere e Leviatã se acalma. Em meio à batalha de Noctis, Ardyn esfaqueia Luna e Noctis é incapaz de ajudá-la.

Luna-Noctis-Dream-FFXV

Noctis tenta alcançar o espírito de Luna.

Após a batalha, Noctis, enfraquecido, é deixado deitado no Altar da Mãe das Ondas. Lunafreya, mortalmente ferida, rasteja para Noctis e o cura. Os dois conversam em um reino de sonhos, com o príncipe triste em não poder salvá-la. Ela dá o Anel dos Lucii para ele, o qual ela estava guardando para ele de acordo com o pedido final do Rei Regis. Enquanto Noctis está inconsciente, ele sem saber é ameaçado por Ardyn, mas salvo por Ignis, que usa o poder do Anel dos Lucii para impedi-lo à custa de sua visão. Noctis desperta dias depois para saber como está Lunafreya por um Ignis agora cego. Ignis pede a Noctis que reconsidere sua jornada, mas Noctis se recura a desistir, dizendo que todos os sacrifícios feitos por ele seriam sem sentido se ele não continuasse.

Noctis e seu grupo seguem para Gralea, a capital de Niflheim, para recuperar o Cristal que o império roubou. Eles viajam pelo continente de trem e, embora agora em posse do anel de seus ancestrais, Noctis se recusa a usar seu poder. Isso irrita Gladiolus, que vê a luta de Noctis para lidar com sua dor como um sinal de que ele não está pronto para a tarefa dada a ele. Depois de recuperar a Katana do Guerreiro, outra das armas reais, Ignis fala sobre curar a fenda que se formou entre os companheiros, e Noctis continua determinado a seguir em frente.

Seu trem é atacado por forças imperiais, e em meio ao caos Noctis é enganado por Ardyn, que faz com que ele empurre Prompto para fora do trem em movimento, e Noctis percebe que Ardyn possui poderes sobrenaturais. Eles são incapazes de voltar para resgatá-lo e assumem que Prompto foi capturado pelo império. Eles param em Tenebrae e encontram Fenestela Manor em chamas como uma vingança do império; foi relatado que Ravus foi executado por alta traição por causa do incidente com a Leviatã, e assim a linhagem dos Oráculos foi terminada. Sem Lunafreya retendo a escuridão, a luz do sol quase desaparece do mundo com cada vez mais daemons aparecendo. Eles especulam que o Cristal tem o poder de repelir os daemons, fazendo com que Noctis fique ainda mais desesperado para encontrá-lo. Aranea deixou o exército imperial e agora está ajudando as vítimas dos ataques do impérios com Biggs e Wedge. Já que a passagem pelo território imperial é perigosa, Noctis, Gladiolus e Ignis dirigirem-se a Gralea em um trem sem os outros passageiros, com Biggs e Wedge sendo os maquinistas. Em Tenebrae, Noctis descobre que Ravus sempre esteve do lado de Lunafreya, apesar dele ter se afiliado ao império.

Noctis-and-Shiva-FFXV

Noctis faz um pacto com Shiva.

Quando entram nos territórios fora da capital imperial, eles descobrem que a Ghorovas Rift está coberta por uma nevasca. Enquanto daemons aparecem para parar o trem nas proximidades do cadáver de Shiva, Ardyn aparece novamente e Noctis exige saber qual é seu objetivo, mas o chanceler é congelado por Gentiana, que revela sua verdadeiro identidade como a deusa Astral Shiva. Shiva conta a Noctis a história dos Astrals e pede a Noctis que deixe seu amor, o deus do fogo Ifrit, livre da escuridão. Shiva conta a Noctis sobre o amor de Lunafreya por ele e o príncipe faz um pacto com ela, obtendo o Tridente do Oráculo como uma arma real. Noctis promete que ele e Luna irão se encontrar de novo, lamentando que ele nunca teve a chance de dizer a ela como se sente. Ele descobre que Ardyn é imortal e todos os seus ataques a ele são ineficazes. Refletindo sobre qual é a verdadeiro natureza de Ardyn, o grupo continua em direção a Gralea com o conhecimento de que Prompto estava sendo mantido preso junto com o Cristal.

Noctis, Ignis e Gladiolus entram em Gralea de trem, mas são atacados e têm que abandonar o trem com a crença de que Biggs e Wedge podem cuidar de si mesmos. Noctis leva o Regalia para a cidade, mas o carro é destruído e ele se separa de seus amigos. Ele continua sozinho, mas descobre que não pode invocar suas armas para seu auxílio por conta de que seus poderes haviam sido selados. Com a voz zombeteira de Ardyn em seus ouvidos, Noctis decide empunhar o Anel dos Lucii e explode com magia os daemons e a tropa magitek que apareceram ao redor dele. A cidade real é desprovida de vida humana e repleta de daemons. As tropas magitek no laboratório onde o Cristal estava sendo mantido foram desonestos. A voz de Ardyn continua atormentando-os enquanto Noctis descobre que o império tem fabricado daemons, que os soldados magitek são feitos de experimentos imperiais com clones e que uma "doença de extinção" devastou as terras imperiais e transformou seus cidadãos em daemons que o império não pode controlar. Noctis encontra Ravus morto e recupera a espada de seu pai.

Ele se reúne com Gladiolus, Ignis e Prompto. Eles descobrem que Prompto nasceu em um laboratório imperial para se transformar em uma armadura magitek, e agora duvida que seus amigos ainda irão aceitá-lo. Noctis não poupa esforços para dar boas vindas de volta a ele. Como descrito no Episode Prompto, Noctis pede desculpas por ter caído na armadilha de Ardyn que o levou a empurrar Prompto para fora do trem. Prompto perdoa-o, dizendo que ele também caiu nas manipulações de Ardyn. Noctis diz que não importa de onde as pessoas são, e que ele gostaria de "romper fronteiras" para remover toda a distinção entre os cidadãos de Niflheim ou de Lucis. Prompto elogia Noctis por estar falando como um rei.

Crystal-Noctis-Ardyn-FFXV

Noctis e o Cristal.

Prompto consegue abrir o caminho para a sala do trono do Imperador Aldercapt. As vestes do imperador estão jogadas no trono, pois ele também havia se tornado um daemon. Depois de desligar o dispositivo que sela seus poderes, Noctis e seus amigos são emboscados por Ravus, agora em forma de daemon, que implora a eles que matem-no. À medida que mais daemons continuam aparecendo, os amigos de Noctis pedem que ele vá ao Cristal sozinho para usá-lo para banir os daemons.

Noctis relutantemente deixa seus amigos para trás e chega ao Cristal, mas é absorvido para dentro dele enquanto é insultado por Ardyn. Ardyn revela que seu verdadeiro nome é Ardyn Lucis Caelum, o ancestral distante de Noctis que trabalhou curando o mundo dos daemons dois milênios atrás. Ele havia se corrompido pela praga que havia absorvido e foi rejeitado pelo Cristal por sua afinidade com a escuridão. O Cristal guarda dentro dele a alma do planeta e nesta dimensão sobrenatural Noctis encontra Bahamut e toma consciência de seu destino como o Verdadeiro Rei. O Verdadeiro Rei nasce uma vez que todo o poder do Cristal é passado para o Anel dos Lucii e Noctis pode banir as trevas do mundo ao custo de sua própria vida.

Noctis passa dez anos no Cristal acumulando sua magia e se fortalecendo para se preparar tanto para sua batalha contra Ardyn quanto para seu sacrifício. Ele desperta na ilha de Angelgard em um mundo de escuridão perpétua. Ele encontra Umbra, que tem um recado para ele dizendo que seus amigos irão encontrá-lo em Hammerhead. Como mostrado em Final Fantasy XV: Comrades, Noctis é saudado por Libertus Ostium e outros membros exaustos da Kingsglaive. Gentiana diz a Noctis que ele deve ir a Insomnia para acabar com Ardyn. Ela diz que eles se encontrarão novamente, e ele leva o barco de seu pai para Galdin Quay, que agora está abandonada e invadida por daemons.

Noctis encontra Talcott, que o leva a Hammerhead, e conta ao príncipe o que aconteceu nos últimos dez anos. Ele se encontra com seus antigos companheiros e eles rapidamente se acertam. Eles vestem trajes formais e montam acampamento para uma última refeição juntos, durante a qual Noctis se esforça para expressas todas as emoções que ele está sentindo.

FFXVRE Chosen king and glaives

Noctis reúne os Glaives declarando que o fim da longa noite está próximo.

Eles se dirigem às ruínas de Insomnia, onde inúmeros daemons e a infantaria autômata esperam por ele. Eles encontram a Base Kingsglaive subterrânea e Noctis se reúne com Cor Leonis e os Glaives restantes que ele agora lidera. Depois de renovar as esperanças dos Glaives sobre o futuro, Noctis e seu grupo seguem até o portão da Cidadela. Ardyn aparece e incendeia a cidade com uma chuva de meteoritos e encobre a Cidadela com uma Muralha daemônica. Do lado de fora dos portões da Cidadela, o grupo derrota Cerberus, o "cão de guarda" de Ardyn, mas não consegue passar pela Muralha.

À medida que as hordas de daemons se aproximam, o espírito de Lunafreya invoca os Astrals para quebrar a muralha ao redor do edifício. Ela implora a Noctis que cumpra sua profecia, mas desaparece quando Noctis a toca. Ardyn envia Ifrit, possuído pela escuridão, mas Noctis o derrota com a ajuda dos outros Astrals, cumprindo sua promessa à Shiva. À medida que sobem no prédio, três Lucii escravizados os atacam. Cada um dos amigos de Noctis derrota um deles, e o Místico, o Rei Fundador de Lucis e irmão de Ardyn, pede a Noctis que liberte seu irmão da escuridão. Antes de ir para a sala do trono para lutar contra Ardyn, ele pede para ver as fotos que Prompto tirou de sua jornada, escolhendo uma para levar com ele.

Noctis encontra Ardyn sentado no trono abaixo do Cristal e desafia-o. Noctis mata Ardyn, que promete esperá-lo "do outro lado". Noctis pede a seus amigos que caminhem com coragem da mesma maneira que o Rei Regis os enviou em sua jornada dez anos atrás. Gladiolus, Ignis e Prompto ficam do lado de fora para afastar os daemons enquanto Noctis sobe ao trono. Ele chama os espíritos dos reis de Lucis que o atacam um por um, mergulhando as armas reais no corpo de Noctis até que sua alma seja absorvida pelo Anel dos Lucii. Emergindo no reino entre a vida e a morte[8], o espírito de Lunafreya revela a verdadeira forma de Ardyn enquanto as armas reais emergem do corpo de Noctis para serem levadas pelos Lucii para atacar Ardyn. Noctis dá o golpe final, finalmente colocando a alma de Ardyn para descansar. A profecia é cumprida e a luz é restaurada a Eos.

FFXV Luna Noctis Throne

Noctis e Lunafreya descansando no trono de Lucis.

Noctis se senta em um trono dedicado ao 114º rei de Lucis com Lunafreya em seu vestido de noiva e a foto que ele pegou de Prompto. Ele descansa a cabeça, se preparando para dormir.


Finais AlternativosEditar

Final Fantasy XV: Episode IgnisEditar

Em uma realidade alternativa onde Ignis decide se juntar a Ardyn ao invés de lutar contra ele em Altissia, Noctis segue para Gralea ao lado de Gladiolus, Prompto e Ravus, que os leva para a Fortaleza de Zegnautus. Noctis, Gladiolus e Prompto encontram Ignis, fora da câmara do Cristal, que estava morrendo por ter usado o Anel dos Lucii para derrotar Ardyn para salvar Noctis. Noctis fica horrorizado com o sacrifício de Ignis e questiona como ele poderia ser um salvador se ele não consegue proteger aqueles que ama. Ele resolve não perder mais ninguém e pega o anel de Ignis, usando o poder do Cristal para salvá-lo. Ele entra no Cristal, dormindo dentro dele por dez anos.

King Noctis

Noctis como o Rei de Lucis

Depois de acordar, Noctis se reúne com Gladiolus, Prompto e Ignis, que manteve sua visão. Os quatro amigos seguem para Insomnia, onde encontram Ravus fora da Cidadela, que dá a Espada do Pai a Noctis, e se junta a eles para confrontarem Ardyn. Eles conseguem matar Ardyn, permitindo a chegada do amanhecer. Noctis sobrevive e se torna o rei de Lucis. O Final Fantasy XV: Official Works fala que Ignis inventou um "plano secreto" para destruir Ardyn, que era imortal, e expulsar a escuridão, e conseguiu sobrepor até mesmo a vontade dos deuses de que outro futuro se realizasse.[12]

Final Fantasy XV -The Dawn of the Future-Editar

Depois de entrar no Cristal na Fortaleza de Zegnautus, Noctis dorme em seu coração por dez anos enquanto recebe várias memórias do Cristal. Ele descobre sobre todo o sofrimento de Ardyn como o curador rejeitado de 2.000 anos atrás, da jornada de Lunafreya para ajudá-lo e como agir como sua intermediária com os Astrals estava lentamente a matando, explicando a hostilidade de Ravus em relação a ele. Ele descobre como Ignis o protegeu quando ele estava inconsciente após a Provação de Leviatã, e como Regis soube do seu destino como o Verdadeiro Rei mas ainda assim se esforçou para lhe dar uma infância feliz. Noctis se enche de arrependimento por ele não saber apreciar os sacrifícios que todos tinham feito por ele, e embora ele não queira morrer, ele quer honrar o modo como todos o apoiaram, especialmente o sacrifício de Lunafreya. Ele é visitado pelo espírito de seu pai que o encoraja a sempre seguir em frente, aceitar as consequências de suas ações e a não olhar para trás.

Sem Noctis saber, Bahamut descarta sua servidão, pois agora Ardyn havia acumulado um poder muito grande para o Anel dos Lucii purificar. Quando Noctis acorda, ele encontra Umbra com um caderno de anotações de Lunafreya. Noctis descobre que ela ainda está viva e encontra sua amiga Sol, que o leva até Hammerhead. Noctis descobre a partir de Sol que Lunafreya foi revivida por Bahamut e enviada até Insomnia para matar Ardyn. Isso choca Noctis, já que essa deveria ser sua missão, e ele é o único com o anel. Lunafreya recebeu o poder de absorver a escuridão, o mesmo poder que corrompeu Ardyn, e ela estava a caminho de se transformar em um daemon completamente irracional. Em vez de esperar por seus amigos em Hammerhead, Noctis vai para a Cidadela sozinho para salvar sua amada, apesar de acreditar que os deuses não o ajudarão a fazer isso.

Em seu caminho, Noctis encontra o Místico na forma de um espírito na Antiga Muralha, agora escravizado por Ardyn. Noctis derrota o antigo rei e racha seu elmo, percebendo que o homem sobre ele — o Rei Fundador e irmão de Ardyn — se parece muito com ele. Libertado da escravidão da escuridão, o Místico pede a Noctis que salve Ardyn. Quando Noctis chega à sala do trono, ele encontra Lunafreya em forma de daemon junto de Ardyn, que o ataca. Noctis implora a ela que o reconheça e culpa Ardyn pela transformação dela, mas ele explica que ela absorveu a praga de Ifrit por sua própria vontade, o que a transformou completamente.

Bahamut chega, dizendo que o papel do rei havia terminado porque os humanos continuam a fazer coisas tolas, logo o destino do mundo seria a destruição. Bahamut ordena a Lunafreya que libere o seu poder e isso destrói a sala do trono. Ele eleva a Cidadela aos ares para deixar o Cristal e o trono fora de alcance, mas Ardyn avança até eles, sabendo que Noctis irá fazer o mesmo para salvar Lunafreya.

Lunafreya flutua sobre a Cidadela, cantando para poder invocar Teraflare para destruir o mundo e, nas intenções de Bahamut, limpá-lo da Praga. Noctis tenta se aproximar do prédio voador, mas um exército de Bahamut menores o detém. Seus amigos chegam para ajudá-lo junto com Sol, Aranea, Biggs e Wedge em sua aeronave, dizendo a todos para que subam nela. Um Bahamut ataca a aeronave e ela cai na praça da Cidadela. Sol, Aranea, Biggs e Wedge ficam para poderem consertar a aeronave, enquanto Noctis, Gladiolus, Ignis e Prompto avançam.

Eles chegam até Ardyn, que explica que o plano de Lunafreya era tomar sua escuridão para que Bahamut usasse Teraflare, que seria bloqueada pelos outros Astrals, exaurindo as forças de Bahamut e o enviando para um longo descanso. Como Bahamut existe tanto no reino físico quanto no além, ele não pode ser morto, semelhante à própria imortalidade de Ardyn. Ardyn pede o Anel dos Lucii, e Noctis percebe que seu plano é entrar no além com o poder dos reis antigos e destruir Bahamut lá.

Noctis dá a Ardyn a "batalha de reis" que ele tanto deseja, derrotando-o com a Espada do Pai, mas, para o choque de Ardyn, ele se recusa a matá-lo. Noctis explica que ele mataria Ardyn se isso salvasse o mundo, mas agora que Bahamut irá matar a todos, não há mais sentido, e ele já está cheio de sacrifícios desnecessários. Ele pergunta a Ardyn se sua vitória contra Bahamut no além salvaria a humanidade. Ardyn acha que sim, mas não se importa em ser um salvador: ele apenas quer vingança. Mesmo que Noctis não possa perdoar Ardyn, ele vê seu inimigo como uma parte do mundo que ele jurou proteger, e lembra de como o Místico pediu para salvá-lo.

Ardyn admite que Noctis é digno do título de Verdadeiro Rei, para seu desagrado. Noctis invoca os reis antigos dos Anel dos Lucii e implora para que eles deixem Ardyn usar seus poderes para salvar o mundo. O Místico consente. No telhado da Cidadela, Bahamut se prepara para aniquilar a humanidade, mas os outros Astrals protegem Eos e bloqueiam seu Teraflare. Com sua escuridão drenada, Lunafreya cai e Noctis a pega.

No campo de sylleblossons do outro mundo onde a moribunda Lunafreya anteriormente havia dado o Anel dos Lucii para Noctis, os dois se encontram novamente como crianças. Ela havia vivido apenas para cumprir seu chamado como Oráculo, mas depois de conhecer Sol, ela percebeu que queria mais coisas da vida. Eles se transformam em adultos, e embora Lunafreya pense que esta pode ser a última vez que eles estarão juntos, ela declara seu desejo de viver com ele. Quando ela começa a afundar no abismo, Noctis chama-a para ficar com ele. Desta vez ela pôde ouvi-lo e sente algo tocar sua mãe enquanto tudo se desvanece. Noctis acorda Lunafreya em seus braços. Noctis confia Lunafreya, ainda viva, a seus companheiros e parte para combater Bahamut enquanto Ardyn se senta no trono e invoca os reis antigos, com o Místico dando o golpe final.

Mesmo que Bahamut tenha consumido a escuridão para alimentar seu Teraflare, o sol não nasce. Ou o Teraflare estava incompleto, ou a escuridão simplesmente é muito vasta. Bahamut repreende Noctis por se opor a um deus supremo sendo um humano fraco, mas Noctis pensa que, mesmo que Bahamut tenha criado o Anel dos Lucii, seu poder deriva das gerações de reis. Os outros Astrals ajudam Noctis a derrotar Bahamut, enquanto Ardyn e os Lucii destroem Bahamut no além, mesmo que isso destrua todos os deuses, assim como o Cristal. A escuridão começa a diminuir, Noctis derrota Bahamut e a Cidadela começa a cair do céu. Titã a segura e o Cristal suga a escuridão restante antes de se partir. Como um presente de despedida, Gentiana revive Lunafreya ao mesmo tempo que a aurora surge.

Noctis e Lunafreya se casam em Altissia, com o espírito de Regis desejando-lhes felicidade eterna.

Os spoilers terminam aqui.

JogabilidadeEditar

Noctis Cross shuriken

Noctis em batalha.

Noctis é o personagem principal de Final Fantasy XV. Ele pode usar todos os tipos de armas, e as Esferas de Ascensão de Combate servem exclusivamente para o seu desenvolvimento. Sua construção se concentra na ofensividade, mas seus aspectos de defesa, vitalidade e espírito deixam a desejar.

Enquanto na ofensiva, Noctis combina ataques automaticamente quando o botão de ataque é segurado. Ao dar comandos automaticamente, e dependendo da direção em que o analógico está apontado, ele pode realizar diferentes combos. Enquanto estiver na defensiva, ele pode se esquivar (quando o botão de defesa é pressionado), atravessar os ataques (quando se segura o botão de defesa) e bloquear certos ataques (ao cronometrar corretamente a defesa quando o botão for exibido), permitindo que ele realize um contra-ataque e siga com uma abertura ofensiva ou um ataque em conjunto com seus companheiros de equipe. Noctis pode se translocar ao jogar a sua arma, uma habilidade que pode ser usada tanto para ataque quanto para defesa. Ele pode invocar Astrals depois de forjar uma aliança com eles na história, e usar magia via Elementomancia e o Anel dos Lucii.

Sua habilidade de lazer é a pesca. Em termos de comida, Noctis é o membro do grupo mais exigente. Ele gosta de sanduíches quentes, peixes de água doce refogados, porções de Donburi e de bolos enfeitados com frutas.

Música temaEditar

Foi dito que "Stand By Me" é a maneira de Noctis expressar os sentimentos de gratidão em seu coração que ele é incapaz de expressar por meio de palavras.[13]

O tema de Noctis é uma faixa suave, lenta e emocional. Durante o concerto Final Fantasy XV Live at Abbey Road Studios a compositora Yoko Shimomura disse que o seu motivo para ter escrito a faixa era para que as pessoas sentissem a ressonância emocional.[14]

Pode haver um número de pessoas que estão um pouco surpresas com o que escolhi para o tema de Noctis porque ela é uma faixa muito suave e melodiosa. Tudo o que eu realmente estou tentando mostrar através dessa faixa é o peso do destino nos ombros do personagem Noctis, seu monólogo interno, seus sentimentos profundos verdadeiros sobre a situação em que ele está. Então eu propositalmente fui com algo que não era muito complicado ou apressado ou animado - eu realmente queria que você sentisse a ressonância emocional na música.

Criação e desenvolvimentoEditar

Noctis-produção-FFXV

Assim como aconteceu com outros personagens em Final Fantasy XVas roupas de Noctis foram desenhadas por Hiromu Takahara, diretor criativo da grife de design de roupas japonesa Roen. O terno usado por Noctis durante uma cena finalizada de Final Fantasy Versus XIII, na qual ele conversa com Stella Nox Fleuret, foi o primeiro dos projetos de Takahara a aparecer no jogo.

O design inicial de roupas de Noctis, criado pelo designer de personagens Tetsuya Nomura, foi um material reservado. As cenas de teste exibidas em particular na TGS 2009 revelaram o design finalizado de Noctis, que contou com um corte de cabelo um pouco mais curto e novas roupas desenhados por Takahara, incluindo um anel usado na mão direita e uma luva de motoqueiro na esquerda. Foi declarado que o anel iria desempenhar um papel no jogo. O vestuário de Noctis concebido pela Roen foi revelado ao público na Jump Festa 2010 e foi visto novamente na revista Famitsu em junho de 2010.

Um conjunto real das roupas de Noctis foi mantido no escritório da Square Enix para que a equipe de CG pudesse vê-lo para poder criar a mesma imagem no jogo. Tetsuya Nomura comentou que isso tornava as coisas mais fáceis, pois antes, quando havia criado os personagens, a equipe de CG lhe fazia perguntas sobre o material das roupas e outras perguntas detalhadas que eram difíceis de definir com precisão.[15]

O contrato que a Square Enix fez com a Roen quando eles começaram a fazer o Final Fantasy Versus XIII incluía vários designs para o jogo. Os designs contratados até esse ponto ainda foram usados em Final Fantasy XV. Não há designs adicionais, mas os iniciais ainda estão no jogo.[16] O diretor Hajime Tabata explicou que o preto é historicamente tratado como uma cor especial em Lucis. Assim, os trajes da família real, e aqueles com ocupações estritamente ligadas a ela, são pretos.[17]

Noctis Isamu Kamikokuryo Sketches

Esboço de Noctis feito por Isamu Kamikokuryo.

Com a mudança de nome e plataforma e Tabata assumindo o comando do jogo, já não seria mais "exatamente o mesmo jogo", pois algumas coisas tiveram que ser reavaliadas para se ajustar à mudança de circunstâncias. Tabata garantiu que o jogo não havia perdido a sua essência, e ele conversou com Tetsuya Nomura — o diretor e designer dos personagens principais do jogo original — sobre a direção do título para garantir que os personagens, como Noctis, fossem mantidos da melhor maneira possível.[18] A equipe de arte queria facilitar a distinção entre os personagens, embora todos vestissem preto, assim como torná-los vivos, tanto de maneira técnica quanto artística, e as maneiras de fazer os personagens serem identificáveis eram discutidas sem parar. Desenvolver Noctis era um desafio, e Tabata se esforçou para gostar dele a princípio por causa do quão "simbólico" ou artificial ele parecia ser. Para entrar no personagem, Tabata tentou imaginar como Noctis era quando criança. A discussão sobre como dar vida a Noctis continuou até o final do desenvolvimento.[19]

Noctis foi "redesenhado" a partir do design de Final Fantasy Versus XIII feito por Yusuke Naora, um dos diretores de arte. A textura de sua pele foi aprimorada para fazê-lo parecer mais realista, adicionando manchas sutis e marcas de nascimento. A tecnologia de "espaço na tela" foi usada para representar a textura da pele a a penetração da luz subcutânea. Por causa da melhoria na projeção das sombras, o cabelo de Noctis acabou projetando sombras em seu rosto. Naora ajustou os efeitos para dificultar a formação de sombras sobre seu cabelo. Como Noctis e seu grupo já haviam sido revelados, Naora evitou fazer grandes mudanças em suas aparências, e, portanto, seus penteados menos realistas foram mantidos.[20] O modelo de personagem do Noctis é construído com cerca de 100.000 triângulos, 6 a 8 materiais individuais e cerca de 600 juntas.[21]

Quando o diretor de localização e roteirista Dan Inoue trabalhou com o dublador japonês de Noctis, ele se inspirou no vocalista do Nirvana, Kurt Cobain. Inoue queria evitar criar um "líder de jogo RPG emo genérico", mas sabia que Noctis lutaria contra seu papel no mundo. Ele queria que Noctis agisse "como uma estrela do rock que despreza os holofotes".[22]

Noctis tem três designs em Final Fantasy XV: ele aparece com 8 anos, 20 anos e 30 anos.

Não adicionamos apenas detalhes típicos do envelhecimento, mas também fizemos referência à imagens de veteranos de guerra e atores para encontrar características "sublimes", de rugas simples ao formato de prender o cabelo, que poderiam expressar a magnitude do destino e das experiências de vida de Noctis. Além disso, de acordo com o tema pai e filho, fizemos com que você pudesse ver Regis no rosto de Noctis, com características como a barba possuindo a essência dele
—Yusuke Naora, diretor de arte, no Final Fantasy XV Collector's Edition Guidebook

Em um antigo trailer da Tokyo Game Show que retratava a abertura prevista para Final Fantasy Versus XIII, Noctis conversava com Stella sobre os dois verem a "luz". Stella explica que, de acordo com a lenda de Tenebrae, quando uma pessoa é capaz de ver a luz, recebe os poderes dos mortos da Deusa Etro. Essa filmagem foi mostrada para dar às pessoas uma breve ideia sobre como as personalidades dos personagens seriam. Ela não foi passada para Final Fantasy XV por causa da remoção de Stella e a mudança dos eventos iniciais.

Noctis deveria ter tido seu próprio episódio de DLC em 2019, juntamente com Lunafreya e Aranea. Seu título durante o desenvolvimento era "Final Strike".[23] A DLC foi cancelada e o diretor de Final Fantasy XV, Hajime Tabata, deixou a Square Enix.

VozEditar

No fundo, Noctis é sempre o mesmo em qualquer encarnação. Ele tem um profundo amor pelas pessoas ao seu redor e é grato por toda a ajuda delas. A diferença entre as idades é como ele manifesta esse amor — quando adolescente, ele o despreza como um malcriado casual a fim de parecer frio e descolado. Durante suas provações, ele percebe lentamente que a personalidade descolada não deixa as pessoas ao seu redor saberem que ele as ama. No final, ele é totalmente aberto e sem sua calma casual. Ele aprende a lição de contar aos seus pais e aos seus entes queridos que você os ama porque eles não estarão por perto para sempre...
—Ray Chase[24], dublador de Noctis

Na versão japonesa, Noctis é dublado por Tatsuhiza Suzuki, enquanto sua versão mais jovem é dublada por Miyuki Satō.

Ele é dublado por Ray Chase quando adulto na versão em inglês; sua versão mais jovem é dublada por Hyrum Hansen.

As primeiras gravações de voz em inglês foram feitas para a demo Final Fantasy XV: Episode Duscae. Chase havia sido informado sobre o que estava acontecendo na história e sobre o personagem de Noctis, mas a idade de Noctis ainda não havia sido revelada. Chase, portanto, experimentou diversas versões dele, mas no final eles decidiram ficar com a versão mais velha e "durona".[25] Ele inicialmente apenas conhecia o projeto como "Projeto Preto" e recebeu a referência "Christian Bale como Bruce Wayne" para o papel.[26]

Após o lançamento da demo Episode Duscae, muitos jogadores ocidentais reclamaram sobre a voz em inglês de Noctis. O diretor Hajime Tabata respondeu que a equipe tinha um tempo limitado para as gravações, e depois de gravadas, as vozes foram implementadas antes de irem direto para um teste, por isso, quando Tabata percebeu que a direção da voz de Noctis não estava certa, era tarde demais para realizar mudanças. Tabata disse que a equipe estava ciente que ele soava estranho e que o seu "charme" não estava sendo emanado e ele parecia ser muito velho. Ele disse que eles fizeram mais tentativas para fazer ele parecer mais jovem, além de trazer à tona seu senso de tédio.[27] A transição foi um longo processo para garantir que Chase pudesse atuar com uma voz mais aguda, e ele teve que fazer uma nova audição com o diretor de voz e a produtora. Depois que a voz foi definida e a capacidade de atuação confirmada, todas as vozes gravadas para a Episode Duscae foram regravadas, incluindo esforços e frases de chamada.[28]

Chase prefere o Noctis que soa mais jovem no jogo final, que tem um maior alcance emocional,[25] embora a voz de Episode Duscae tenha sido reutilizada como a voz do Noctis mais velho.[29] Chase lutou para entregar linhas que deveriam ser ditas no improviso, "imbuídas de drama". Eles tiveram que fazer várias tentativas de gravação dessas linhas "vazias" até conseguirem os resultados esperados. No entanto, mais tarde, o diretor de localização disse que elas realmente se encaixavam no personagem, pois Noctis tem problemas em ser apenas uma pessoa comum.[30]

Chase também dublou Noctis em Final Fantasy Dissidia NT, onde a maioria do trabalho de voz focava nos sons ao atacar e ao ser atingido. O script de Dissidia NT não foi escrito pela Business Division 2, mas o localizador principal de Final Fantasy XV estava cuidando para que Noctis continuasse no personagem.[24]

MercadoriasEditar

Assim como Lightning, Sephiroth e Cloud Strife, Noctis também tem seu próprio perfume eau de toalete vendido pela Square Enix Japan, chamado de Final Fantasy ~ Noctis ~ eau de toallete. O perfume foi anunciado em 18 de fevereiro de 2013, e lançado em 18 de junho de 2013. A garrafa é feita de vidro transparente amarelo pálido impresso "eau de toallete" e uma silhueta prata do rosto de Noctis.

Durante a Tokyo Game Show em setembro de 2015, uma figura de ação de Noctis foi exibida.


JogabilidadeEditar

GaleriaEditar

Final Fantasy Versus XIII
Final Fantasy XV
Fabula Nova Crystallis
Final Fantasy

EtimologiaEditar

Noctis Lucis Caelum é uma expressão latina que pode significar tanto "Céu de Luz da Noite" ou "Céu da Noite da Luz". Noctis e seu pai, o Rei Regis, assim, compartilham um tema de nomenclatura semelhante pertencente a luz e ao céu.

Tetsuya Nomura comentou sobre o por que ele chamou o personagem de Noctis, como tal, justapondo-o a mais um de seus favoritos, Sora da série Kingdom Hearts.

Você sabe que o nome Sora significa "céu", em japonês e Noctis, seu nome de família é Caelum que significa céu, bem assim, basicamente, Noctis significa "céu noturno", então eles são uma espécie de completos opostos um ao outro. Há uma razão pela qual eu nomeei esses personagens como opostos.
— Tetsuya Nomura

CuriosidadesEditar

  • Noctis aparece em Dissidia Final Fantasy  como um conjunto de dois ícones de jogador para representar o então intitulado Final Fantasy Versus XIII, junto com Lightning para Final Fantasy XIII e Ace para Final Fantasy Type-0, embora esses ícones só podem ser obtido através de senhas.
  • A imagem promocional de Noctis sentado em seu trono imita a pose de uma imagem promocional de Sora de Kingdom Hearts que é usado mais tarde na capa de relançamento de Kingdom Hearts 1.5 HD.

ReferênciasEditar

  1. Final Fantasy XV On Noctis’ Age, Brotherhood Episode 2, And Other Questions From Fans (Accessed: julho 25, 2018) at Siliconera
  2. https://squareportal.net/2016/05/31/final-fantasy-xv-casts-ages-heights-and-birthdays-revealed/
  3. 3,0 3,1 Final Fantasy XV: Official Works, p.Character File #01: Noctis Lucis Caelum
  4. http://www.finalfantasyxv.com/pt-br/overview#overview-characters
  5. Final Fantasy XV Official English Twitter (Accessed: julho 25, 2018) at Twitter
  6. https://youtu.be/ipTGqVSXwRg?t=1m43s
  7. Final Fantasy XV Scenario Ultimania Translation Project — Kingdom of Lucis (Accessed: Abril 21, 2018) at Medium
  8. 8,0 8,1 8,2 Noctis Lucis Caelum Character Profile from ''Final Fantasy XV Official Works'' translated by higharollakockamamie (Accessed: dezembro 12, 2018) at higharollakockamamie @tumblr
  9. Final Fantasy XV Official English Twitter (Accessed: julho 25, 2018) at @FFXVEN
  10. 10,0 10,1 10,2 Final Fantasy XV Ultimania Scenario Side translations (Accessed: julho 25, 2018) at The Lifestream
  11. Final Fantasy XV Scenario Ultimania Translation Project — History of Eos (Accessed: julho 25, 2018) at Medium
  12. Another Possibility: the Extra Chapter shown in ''Episode Ignis'' (Accessed: julho 25, 2018) at higharollakockamamie @tumblr
  13. Final Fantasy XV staff talk Kingsglaive, music, Collector’s Edition and more (Accessed: julho 25, 2018) at Novacrystallis
  14. Listen to “NOCTIS” from Final Fantasy XV Soundtrack (Accessed: dezembro 12, 2018) at Square Portal
  15. JE 2013 : Interview with Tetsuya Nomura (ENG) (Accessed: dezembro 12, 2018) at Finaland
  16. ? (Accessed: julho 25, 2018) at Nova Crystallis
  17. The Reason Why Final Fantasy XV's Main Characters Wear Black (Accessed: dezembro 12, 2018) at Kotaku
  18. Final Fantasy XV director talks development, open world, combat, demo, and more (Accessed: dezembro 12, 2018) at Gematsu
  19. Uncovered: 4Gamer interview translation (interview with Tabata-san and Nozue-san) (Accessed: julho 25, 2018) at A Bit Of Laughter
  20. 8 Gorgeous Photos of Final Fantasy XV’s Characters (Accessed: julho 25, 2018) at IGN
  21. Final Fantasy XV Gets Spectacular Videos and Screenshots Showing Advanced Graphics and Technology (Accessed: julho 25, 2018) at Dualshockers
  22. Final Fantasy 15's lead character was inspired by Kurt Cobain (Accessed: julho 25, 2018) at Polygon
  23. Final Fantasy XV – Four New DLC Announced Bringing New Ending; Mod Tools and Much More Revealed (Accessed: julho 25, 2018) at DualShockers
  24. 24,0 24,1 /r/FFXV Interview with Ray Chase, Voice of Noctis ( Part 1 of 2 ) (Accessed: julho 25, 2018) at /r/FFXV at reddit.com
  25. 25,0 25,1 page name = Sue Lightning interview - Ray Chase. at YouTube
  26. Final Games Episode 44 - Ray Chase (Voice Actor / Noctis FFXV) at Final Games Podcast at Soundcloud
  27. Final Fantasy XV feedback live stream full report: Episode Duscae 2.0 coming mid-May (Accessed: Abril 28, 2015) at Gematsu
  28. Ray Chase AMA at reddit (Accessed: julho 25, 2018) at /r/Final Fantasy at reddit
  29. Ray Chase follow up interview and Final Fantasy XV(SPOILER) discussion! at YouTube
  30. Ray Chase AMA at reddit (Accessed: julho 25, 2018) at /r/Final Fantasy at reddit
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.