FANDOM


Imperador de Niflheim. Iedolas usou a tecnologia aeronaves e armadura magitek do império para montar uma agressiva campanha de expansão territorial, apenas para repentinamente oferecer paz a Lucis.
—Descrição oficial de Final Fantasy XV.
A dominação mundial está próxima do astuto e cruel imperador de Niflheim, Iedolas Aldercapt, com apenas o reino de Lucis permanecendo fora de seu alcance.
—Descrição oficial de Kingsglaive: Final Fantasy XV.

Iedolas Aldercapt é um antagonista em Final Fantasy XV e o antagonista secundário do longa-metragem Kingsglaive: Final Fantasy XV. Ele é o imperador de Niflheim. Na correspondência imperial, ele é referido de várias formas como "Majestade Imperial" e "Sua Radiância".

DossiersEditar

Líder do Império Niflheim. Seu apelo por um cessar-fogo entre sua nação e o Reino de Lucis levou a um encontro em Insomnia, onde os dois líderes poderiam organizar um armistício juntos. No entanto, a paz proposta de Iedolas era meramente uma farsa, seu verdadeiro objetivo era capturar o cristal do reino e fazer sua magia ser sua. Com uma infantaria inteira de armamentos magiteknológicos a seu comando, ele conquistou a Cidade da Coroa e roubou a Pedra das lendas com facilidade.

PerfilEditar

AparênciaEditar

A maioria das pessoas de alto escalão associadas a Niflheim se vestem de branco, mais proeminentemente o imperador. Iedolas é um homem idoso com cabelos prateados e olhos azuis. Ele usa uma armadura decorativa de ouro sobre uma camisa branca. Ele veste um manto preto forrado com botões prateados que tem um acabamento dourado no fundo. Sobre isso ele usa um manto branco que tem um colarinho grande e vermelho. Ele tem botas pretas, luvas pretas sem dedos e armadura de antebraço prateado.

PersonalidadeEditar

Governante do Império de Niflheim. Uma vez amado como um governante justo, a guerra o transformou, e sua paixão recém descoberta pelo poder veio instilar medo nos corações de seus súditos.
—Descrição da tela de carregamento no jogo de Final Fantasy XV.

Iedolas é um supremacista implacável dedicado a expandir seu território, embora seja semi-aposentado da política de linha de frente.[1] Tendo conquistado todas as outras nações, mas Lucis, ele busca roubar o Cristal de Insomnia para aumentar ainda mais seu poder. Iedolas emprega elogios e finge benevolência para ajudar a atingir seus objetivos, e usa essa tática para manipular seus adversários. Apesar disso, o imperador foi, durante muito tempo, um governante benevolente e amado pelas massas.

Alerta de spoiler: Detalhes sobre a história a seguir. (Pular seção)
Mas o Cristal é meu ... Eu sou o único Rei Verdadeiro!
—Iedolas Aldercapt

Iedolas quer o poder do Anels dos Lucii, e está até preparado para matar o último Oráculo para obtê-lo. Iedolas é manipulado por seu chanceler, Ardyn Izunia, que deu a idéia de roubar o cristal. Com seu último suspiro, Iedolas expressa sua intenção de governar o mundo e ver seu império florescer. Ele parece acreditar que ele poderia ser o lendário Rei Verdadeiro falado na profecia se ele tivesse tanto o Cristal quanto o Anel, mas o verdadeiro papel do escolhido nunca foi governar o mundo. Para provar sua supremacia, Iedolas até deseja matar os Astrals. Até o ponto que sua megalomania foi impulsionada por Ardyn é desconhecido, mas Aranea Highwind descreve Iedolas uma "casca de seu antigo eu".

HistóriaEditar

Iedolas é um membro da dinastia Aldercapt que procura recriar a glória da antiga civilização de Solheim.[2] Pelo menos três das quatro nações de Eos- Niflheim, Lucis e Tenebrae foram governadas pela mesma família desde o seu início A dinastia Aldercapt em Niflheim, a dinastia de Lucis (os Lucis Caelum) e a Casa Fleuret (os Oráculos) em Tenebrae. Em M.E. 358 a dinastia de Aldercapt iniciou sua política de expansão, coroou-se como imperadores de Niflheim e iniciou o julgamento da guerra contra os países vizinhos para anexá-los.

Diz-se que Iedolas foi um governante benevolente e amado por muito tempo, mas de acordo com Aranea Highwind e Camelia Claustra, o império mudou para pior nos últimos dez anos. Aranea postula que Ardyn Izunia, o chanceler de Niflheim, conduziu o imperador a perseguir o cristal de Lucis. E o desejo pelo cristal consumiu Iedolas

Iedolas financia os projetos magitek de Verstael Besithia para criar uma infantaria imparável para o império, e Verstael relata seu progresso diretamente ao imperador. Em 8 de Abril de M.E. 756, Verstael informa ao imperador que o "Diamond Weapon" está pronto para ser usado, e pede a ele para vê-la na instalação de produção. Três semanas depois, o imperador viaja para Lucis sob o pretexto de assinar um tratado de paz com o monarca reinante do reino, Regis Lucis Caelum. Ele é recebido com uma grande procissão e visita a cidade de Insomnia, também participando de uma festa em um hotel para celebrar a assinatura do tratado do dia seguinte. Quando o tratado iria ser assinado, os imperiais abrem fogo contra os Lucianos e Aldercapt e Ardyn Izunia roubam o Cristal de Insomnia. Os dois retornam a Niflheim enquanto suas forças arrasam a Cidade da Coroa.

Imperial-Forces-Zegnautus-Throne-Room-FFXV

The Emperor meets his forces at Zegnautus Keep.

Tão glorioso... meu cristal...
— Iedolas Aldercapt entre os comandantes de Niflheim.

Admirando seu cristal roubado, Iedolas se reúne com seus comandantes militares (Ravus Nox Fleuret, Aranea Highwind, Caligo Ulldor e Verstael Besithia) para discutir sebre a Oráculo Lunafreya. Lunafreya agora detém o Anel dos Lucii que permite que alguém manuseie os poderes combinados dos antigos reis, um poder que deriva do próprio Cristal. Iedolas ordena a Ravus que acabe com ela, mas é pedido para reconsiderar por Verstael. A razão pela qual o império tomou o Cristal não é divulgada, mas Aranea mais tarde diz que ouviu que o imperador acreditava que o cristal representa uma ameaça para os demônios, monstros da escuridão que o império começou a reproduzir e empregar em sua guerra. Ela também diz que o cristal foi roubado "para o bem do povo".

Conforme Ardyn se prepara para provocar a doença das estrelas, a Iedolas anseia pelo poder do Cristal, inútil como é sem o Anel. O Cristal é trancado em Fortaleza de Zegnautus, e Iedolas nunca chega perto dele. Enquanto morre para a doença das estrelas e meio-transformado, Iedolas é abordado por Ravus em sua sala do trono na fortaleza, e exige saber onde o Anel está. Ravus diz que está com Noctis Lucis Caelum, seu portador legítimo, que irá usar ele e o Cristal para expulsar as trevas e os demônios de Eos. O imperador está indignado, alegando que o Cristal pertence a ele e que ele é o único Rei Verdadeiro. Aldercapt convoca alguns demônios que atacam Ravus, que é expulso da sala por várias explosões de energia demoníacas que emana de Iedolas. Este evento, assim como a morte de Ravus, estão registrados no sistema de segurança da fortaleza, e são as únicas gravações que permanecem nele, como está implícito que Ardyn apagou todo o resto.

Iedolas Foras XV

Foras.

Aldercapt se transforma em um demônio poderoso, Foras. Ele ataca os amigos de Noctis, Gladiolus Amicitia e Ignis Scientia na sala de controle do Cristal, embora eles o enfrentem e desaparece. Ele ataca Noctis para obter o Anel dos Lucii, mas é derrotado e morto quando Noctis se reúne com seus aliados.

O império abrangerá... todas as terras... pela luz do cristal... nós floresceremos... eu surgirei... como o governante... do mundo!
—Iedolas como Foras

Com seu último suspiro, o imperador anseia que o Anel para poder governar Eos. Na sala do trono na Fortaleza de Zegnautus, Noctis pode observar as vestimentas do falecido imperador caídas no trono, resultado de sua transformação. Não se sabe por quanto tempo as Iedolas sofreu com a doença das estrelsa, mas ele estava exalando uma névoa negra quando falou com Ravus, e aparentemente transformou-se logo depois.

Dez anos depois, Ardyn cria uma ilusão do cadáver de Iedolas e o pendura em correntes do teto da sala do trono da Cidadela para intimidar Noctis antes de sua batalha final.

JogabilidadeEditar

Um demônio criado no momento em que o selo na Sala do Cristal é quebrado. Agora dito que assombra os corredores da Fortaleza de Zegnautus, esta criatura pode entender e se comunicar na língua humana, expressando uma obsessão anormal com o Cristal.
—Bestiário

As Iedolas é enfrentado como um Foras na Fortaleza de Zegnautus no Capítulo 13. É um dos poucos demônios que foi testemunhado poder falar, e persegue Noctis para reivindicar o Anel dos Lucii.

Os spoilers terminam aqui.

Criação e desenvolvimentoEditar

FFvXIII-Caelum

Iedolas apontando sua arma para o Rei Regis em Versus XIII.

Iedolas Aldercapt está no jogo desde que ele era conhecido como Final Fantasy Versus XIII, e apareceu em trailers para o jogo em 2011. Ele apareceu proeminentemente no trailer do anuncio de Final Fantasy XV na E3 2013, mas essas cenas se tornariam parte de Kingsglaive: Final Fantasy XV de uma forma modificada. No jogo final, Iedolas tem uma pequena presença, mas uma nova cena que o envolvia foi adicionada no patch 1.06 durante Capítulo 13, e sua relação profissional com Verstael é expandida nos documentos encontrados em Final Fantasy XV: Episode Prompto. Embora os dois apareçam juntos em Kingsglaive Aranea sugere que Ardyn manipulou Iedolas para se perder em seus delírios de grandeza, os dois nunca aparecem em uma cena juntos no jogo.

A aparência de David Gant é usada como base para retratar Iedolas em Kingsglaive: Final Fantasy XV.

VozEditar

O seu dublador japonês é Shōzō Iizuka. Ele foi originalmente dublado por Shinji Ogawa, mas foi mudado durante o desenvolvimento de Final Fantasy XV.[3]

O dublador inglês de Iedolas em Kingsglaive: Final Fantasy XV é David Gant, e é dublado por Bob Joles em Final Fantasy XV. Joles previamente dublou Grimoire Valentine em Dirge of Cerberus -Final Fantasy VII-.

Na dublagem brasileira de Kingsglaive: Final Fantasy XV, ele é dublado por Luiz Carlos de Moraes que ficou conhecido por dublar Peter Griffin na animação norte-americana "Uma Família da Pesada" ,

GaleriaEditar

Kingsglaive: Final Fantasy XV
Final Fantasy XV

EtimologiaEditar

Idola é o plural do latim Idolon, que por sua vez é derivado do grego EidolonEidolon é uma palavra que significa "imagem insubstancial", "reflexo", ou "fantasma", ou, também, "ideal", de onde a palavra latina Idolum vem. Eidolon também é um nome de um gênero de morcegos. Idol significa "uma representação ou símbolo de um objeto de adoração". A palavra inglesa "Idol" também é derivado dessa raiz.

ReferênciasEditar

  1. http://www.novacrystallis.com/2016/01/tabata-talks-magic-nifelheim-and-more-in-latest-final-fantasy-xv-active-time-report/
  2. Final Fantasy XV Scenario Ultimania Translation Project — History of Eos (Accessed: Agosto 17, 2018) at Medium
  3. http://n4g.com/news/1689928/final-fantasy-xv-idola-aldercapt-voice-actor-shinji-ogawa-passes-away/
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.