FANDOM


A Horda Dravaniana é uma facção de dragões e seus aliados com escamas em Final Fantasy XIV. Como o nome implica, eles são nativos da Dravania, una região de Eorzea, e servem o grande ancião Nidhogg.

A Holy See de Ishgard da vizinha Coerthas tem se envolvido em uma cruzada contra a Horda Dravanian por séculos, e os draconianos, por sua vez, provaram ser hostis às outras raças de Eorzea (embora não ao ponto de uma guerra aberta). Sua guerra é o foco da expansão Heavensward.

História Editar

Alerta de spoiler: Detalhes sobre a história a seguir. (Pular seção)
Filhos devem responder pelos pecados dos pais. Nós não esquecemos. Nós não perdoamos.
—Midgardsormr

Muito tempo atrás, Midgardsormr, o primeiro de sua espécie, deu a luz para a Primeira Ninhada que estabeleceria a raça dos dragões. Em Eorzea, Nidhogg, Hraesvelgr, e Ratatoskr reivindicaram Dravania e Coerthas como domínio.

No início da Sexta Era Astral, os vários seguidores devotos de Halone migraram para o norte em busca da "Terra Prometida" em Coerthas. Esta terra foi reivindicada pelos dragões, que inicialmente guerrearam com os imigrantes até que uma donzela Elezen chamada Santa Shiva se apaixonou por Hraesvelgr. A pedido dela, Hraesvelgr relutantemente a devorou ​​para amarrar sua alma mortal a ele. Isso inspirou uma coexistência pacífica entre os "Skylords" e "Landlords" por um período de duzentos anos. Foi então, mil anos antes do início da Sétima Era Umbral que o Rei Thordan cobiçou o poder dos grandes anciões; os olhos. Com seus Doze Cavaleiros, Thordan assassinou Ratatoskr e consumiu o poder de seus olhos. Em resposta, um Nidhogg furioso os confrontou, matando Thordan e quatro de seus cavaleiros, apenas para ter seus olhos arrancados no processo e ser expulso pelo restante. Sua ira insaciável, ele forçou Hraesvelgr a lhe dar um de seus olhos, e Nidhogg declarou a Guerra Dragonsong para recuperar o que lhe foi roubado e punir Ishgard por sua traição.

O filho de Thordan, Haldrath, procurando expiar a atrocidade que cometeram, abdicou do trono e prometeu usar o poder do olho de Nidhogg como o primeiro Azure Dragoon para proteger os inocentes das repercussões de seu crime. Três outros cavaleiros partiram com Haldrath para percorrer seus próprios caminhos, com os fundadores das Altas Casas para atuar como mordomos até que um novo rei seja digno de assumir o trono. Com o tempo, a Igreja Ortodoxa Ishgardiana criou uma invenção da vida de Thordan para fazer parecer que a Horda Dravaniana foi a que iniciou a guerra, e ocultou a era da paz ao demonizar Shiva (e qualquer um simpatizante dos dragões) como um herege.

Nidhogg, no entanto, sabia que muitos dos cidadãos de Ishgard, mesmo os de baixo nascimento, eram descendentes dos cavaleiros sobreviventes e, assim, herdaram um aspecto do poder de Ratatoskr que poderia ser ativado pelo sangue de dragão. Muitos hereges se juntariam à Horda Dravaniana se transformando voluntariamente em dragões, algo que contribuiu para a estratégia de guerra de Nidhogg contra a Holy See.

Versão 1.0 Editar

Alguns anos após a última fúria de Nidhogg ser levado de volta em Ferndale, a Horda Dravaniana foi reunido pelo próprio Midgardsormr para combater um inimigo ainda maior: a invasão Garleana em Mor Dhona. A pedido do rei dos reis, eles atacaram a frota de naves liderada pelo Agrius na Batalha nos Céus de Silvertear. Esta batalha terminou quando Midgardsormr se enrolou em torno do Agrius e colidiu com o Lago de Silvertear, aparentemente morto pelas explosões com seu corpo relativamente intacto.

A Realm RebornEditar

No rescaldo da Sétima Era Umbal, a Horda Dravaniana conseguiu capturar a fortaleza Ishgardiana de Stone Vigil da Casa Durendaire. Naquela época, o comandante dos dragões Svara havia saqueado e arrasado a Steel Vigil ao norte de Camp Dragonhead. Mesmo com mudanças climáticas severas transformando Coerthas em montanhas nevadas, a Holy See permaneceu firme em sua guerra contra os dragões, mas até agora se recusou a pedir ajuda aos aventureiros ou as outras Cidade-Estados.

Durante os eventos de Dreams of Ice, Ysayle Dangoulain como profeta dos saqueadores tentaram invocar a Santa Shiva como um primal, que de acordo com a palavra dos astrólogos de Ishgard Midgardsormr iria ressuscitar com isso. Isso acontece quando Nidhogg acorda de seu descanso para retomar a Guerra Dragonsong em Before the Fall, revivendo o espírito de seu pai como consequência. Ao descobrir que o Guerreiro da Luz possuía a Bênção da Luz, ele decidiu seguir o aventureiro de acordo com seu pacto com Hydaelyn, forma de um pequeno drake. Eventualmente, a Horda Dravaniana desceu sobre as Coerhas Central Highlands de Coerhas. Devido à intromissão da Lady Iceheart, a camada mais externa do colar de Daniffen foi quebrada, deixando a cidade-estado em perigo de um ataque direto. O campeão de Nidhogg, o colossal Vishap, liderou um ataque longo do Steps of Faith, onde ele foi morto pelo guerreiro da luz e outros aventureiros que chegou na hora de necessidade de Ishgard.

Heavensward Editar

Eventualmente, enquanto se refugiaram em Ishgard após a Revolução Ul'dahn, o Guerreiro da Luz e seus aliados aprendem a verdade das origens da Guerra Dragonsong e tentam fazer as pazes com Nidhogg, antes que ele possa lançar outro ataque mortal.

Hraesvelgr confirmou a verdade por trás da guerra e que Nidhogg jamais concordará com a paz ou um cessar-fogo. Sem nenhuma outra opção, o Guerreiro da Luz e o Azure Dragoon Estimien Wyrmblood se infiltran no Aery de Nidhogg e mata o grande ancião de uma vez por todas.

Uma vez que eles percebem que Nidhogg foi alimentado pelos olhos de Hraesvelgr o tempo todo, eles percebem que Ishgard estava escondendo o destino do olho direito de Nidhogg. Que acabou sendo sepultado com Haldrath, e agora o arcebispo Thordan VII planejava usá-lo para elevar seus nova forma primal como Rei Thordan. Ele é finalmente morto pelo Guerreiro da Luz em Azys Lla.

A derrota de Nidhogg e Thordan deveria ter sido o fim da Guerra Dragonsong. Mas enquanto Estinien mantinha os dois olhos e se preparava para guardá-los, o espírito vingativo de Nidhogg finalmente tomou conta de sua mente e forçou-o a renascer como a Grande Wyrm, agora com os dois olhos restaurados. Midgardsormr teme o que seu filho se tornou, e mais tarde adverte Sor Aymeric de Borel e Ishgard que seu verdadeiro teste está prestes a começar.

Os spoilers terminam aqui.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.