FANDOM


Final Fantasy Origins é uma compilação contendo os jogos Final Fantasy e Final Fantasy II lançada para o PlayStation, tratando-se do relançamento de versões remasterizadas dos clássicos Final Fantasy e Final Fantasy II do Nintendo Famicom/Nintendo Entertainment System. Final Fantasy e Final Fantasy II foram originalmente desenvolvidos para o Famicom e mais tarde refeitos para o WonderSwan Color da Bandai, onde os gráficos foram aprimorados para atingir a qualidade gráfica de títulos lançados no Super Nintendo (Final Fantasy IV, Final Fantasy V e Final Fantasy VI).

Lançados para o PlayStation no Japão em 2002, os dois jogos podiam inicialmente ser comprados separadamente ou juntos na forma de um pacote chamado Final Fantasy I & II Premium Package, uma edição especial que incluía além de ambos os jogos, três estatuetas para colecionador. Esta mesma edição, só que sem a embalagem especial e as estatuetas foi mais tarde, em 2003, comercializada na Europa como Final Fantasy Origins, com a tradução para o inglês feita pela Square (Square Enix por esse ponto) e a publicação feita pela Infogames/Atari. Ainda no final do mesmo ano, os jogos foram combinados em um único disco e lançados na América do Norte, mais uma vez sob o título de Final Fantasy Origins, sendo a primeira vez que Final Fantasy II era oficialmente lançado na América do Norte e também a primeira vez que qualquer um dos dois jogos era lançado oficialmente na Europa. Em 10 de Janeiro de 2011, Final Fantasy Origins foi relançado na América do Norte através da PlayStation Network.

ÁudioEditar

A trilha sonora foi melhorada, se equiparando à qualidade sonora de Final Fantasy IX e a jogabilidade também foi otimizada. O arranjo da trilha sonora de Final Fantasy I foi feito por Nobuo Uematsu, enquanto o de Final Fantasy II foi feito por Tsuyoshi Sekito, o compositor musical de Brave Fencer Musashi.

Diferenças do originalEditar

FFII

Guy, Firion, Maria, e Leon (da esquerda para à direita), em uma abertura FMV adicionada a versão Origins de Final Fantasy II.

Além da inclusão de galerias de arte com ilustrações feitas por Yoshitaka Amano, os jogos possuem gráficos aprimorados, trilhas sonoras remixadas, aberturas em FMV e conteúdos adicionais.

Quanto ao túmulo encontrado em Elfheim (Elfland na versão americana para NES), a mesma mensagem da versão americana para NES foi mantida na versão européia de Origins, enquanto a versão americana trazia desta vez a mensagem original mantida em todas as versões japonesas do jogo que referencia Link, o herói da série The Legend of Zelda em vez de Erdrick de Dragon Quest.

Enquanto a versão para NES possui apenas um espaço para salvar o jogo e a versão para WonderSwan Color possui oito, Final Fantasy Origins possui infinitas posições possíveis, dependendo do espaço que o jogador possui disponível em seus Memory Cards.

Para ambos os jogos, foram introduzidos dois novos modos de jogo: Fácil e Normal.

Outras versõesEditar

Final Fantasy Origins Final Fantasy II Battle

Uma batalha na versão Origins de Final Fantasy II.

Final Fantasy I e Final Fantasy II fizeram parte do mesmo pacote pela primeira vez em 1994, quando ambos os jogos foram combinados em um único cartucho de Famicom e lançados como Final Fantasy I∙II. Como os jogos já haviam sido lançados no Famicom antes, não houveram diferenças significativas entre as versões originais e compiladas.

As versões para o PlayStation se parecem mais com as versões para WonderSwan Color, produzidas separadamente em 2000 e 2001. Exceto por pequenas alterações para aproveitar o hardware superior do console da Sony (gráficos com maior resolução e mais detalhes e trilha sonora remixada), as versões para PlayStation são praticamente idênticas às versões para o WonderSwan.

Os remakes foram mais tarde combinados no mesmo cartucho e importados para o Game Boy Advance sob o título Final Fantasy I & II: Dawn of Souls (Final Fantasy I & II no Japão), com gráficos e som semelhantes à versão para PlayStation (embora um pouco inferiores devido às limitações do portátil). A versão para Game Boy Advance de Final Fantasy acrescenta, além de pequenos ajustes na jogabilidade (que incluem um sistema de MP e uma configuração de dificuldade mais fácil), quatro masmorras extras e novos chefes pertencentes a títulos futuros da série. A versão para Game Boy Advance de Final Fantasy II inclui uma história extra chamada Soul of Rebirth após o final do jogo e o aumento de níveis foi acelerado.

Os jogos foram mais uma vez refeitos para o PlayStation Portable como parte do pacote Final Fantasy 20th Anniversary. As versões para PSP de Final Fantasy I e Final Fantasy II são baseadas nas versões para Game Boy Advance e apresentam uma nova tela em widescreen, gráficos em uma maior resolução do que todas as versões anteriores, as trilhas sonoras remixadas da versão Final Fantasy Origins e a mesma jogabilidade das versões para Game Boy Advance. O texto tanto em japonês como inglês nos jogos é idêntico ao das versões para Game Boy Advance, exceto pelo Labirinto do Tempo em Final Fantasy I e os quatro Labirintos Arcanos em Final Fantasy II.

Em fevereiro de 2013, a Sony deixou o jogo disponível na PlayStation Network como um pacote do Final Fantasy 25th Anniversary.

CapasEditar

GaleriaEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.