FANDOM


O Criador criou os fal'Cie. E os fal'Cie, desesperados para se reunirem com o Criador, criaram os l'Cie.
—Oerba Dia Vanille

Os fal'Cie (ファルシ, Farushi?) [fæl'siː] são seres sobrenaturais na série Fabula Nova Crystallis: Final Fantasy. Sua aparição é maior em Final Fantasy XIII e em suas sequências, embora eles também apareçam em Final Fantasy Type-0 e no seu spin-off Final Fantasy Agito. Eles são eternos imortais que são muitas vezes responsáveis pela criação e manutenção do lugar onde os seres humanos habitam e, indiretamente, governam suas vidas.

Neste sentido, fal'Cie prestam homenagem aos dos títulos antigos da série, já que o tema da Fabula Nova Crystallis é reimaginar conceitos fundamentais da série. Considerando que, no início da série os cristais sempre eram benevolentes, na Fabula Nova Crystallis cada fal'Cie tem suas próprias agendas.

PerfilEditar

Mythos5

A criação de Pulso e Lindzei, os primeiros fal'Cie.

Na revista Famitsu, em junho de 2009, foi revelado que os fal'Cie foram criados a partir dos cristais que residem dentro deles que atuam como as suas fontes de energia. O diretor do jogo, Motomu Toriyama, descreveu os fal'Cie como "máquinas de deus que circundam os cristais". Na mitologia oficial, os seres criados pelo deus Bhunivelze em sua busca pelo Reino Invisível são chamados de fal'Cie, mesmo que eles sejam geralmente referidos como deuses pelos seres humanos e pelos futuros fal'Cie. Os "fal'Cie" originais criados são Pulse, Lindzei e Etro: Pulse e Lindzei receberam poderes capazes de criar e, de acordo com a mitologia, criaram muitos fal'Cie por si próprios, enquanto Etro foi descartada e se matou. Pulse e Lindzei depois foram para um reino desconhecido, deixando os seus respectivos fal'Cie realizando as suas tarefas.

As aparições dos fal'Cie variam muito em toda a série. Em Final Fantasy XIII e suas sequências, foram retratados como seres mecânicos movidos por cristais, tendo todos tipos de formas dependendo do seu criador: fal'Cie de Pulse muitas vezes tem formas semelhantes a de animais, enquanto os fal'Cie de Lindzei adotam traços humanos, e muitos se assemelham a forma de sua brasão. Na série Type, os seres mais próximos do equivalente aos fal'Cie de Final Fantay XIIII possuem pelos menos duas formas: seres humanos como imortais, e cristais solitários com vontade limitada.

Apesar de não serem tão poderosos quanto os seu criadores, os fal'Cie, no entanto, podem exercer poderes divinos, e são fundamentais para a criação de l'Cie, "avatares", geralmente humanos, que devem exercer a vontade dos fal'Cie no mundo em forma de uma missão, chamada Focus. Depois de escolher as pessoas, os fal'Cie as transportam para que o seu respectivo criador marque os seres humanos escolhidos.

DatalogEditar

Alerta de spoiler: Detalhes sobre a história a seguir. (Pular seção)

Final Fantasy XIIIEditar

Ver também: Datalog/História e Mito e Datalog/Sociedade de Cocoon

Fal'Cie são uma existência além da compreensão humana, dotados de incríveis poders mágicos. Os responsáveis pela construção de Cocoon são protetores da humanidade, mas há outros de sua espécie, como: os fal'Cie que moram em Pulse e se nomeiam inimigos de Cocoon.
Os seres humanos que se deparam com fal'Cie de Pulse são amaldiçoados por serem transformados l'Cie e são mandados para destruir Cocoon. É por esta razão que os cidadãos comuns apoiam o Purge—qualquer um que pode ter entrado em contato com um destes fal'Cien representam uma terrível ameaça.

Os fal'Cie do Sanctum são as santidades impenetráveis que construíram o escudo flutuante de Cocoon em eras passadas, e mesmo agora vigiam os habitantes humanos do mundo. A cada um é atribuída uma tarefa específica que suporta a existência da população grata de Cocoon, como a geração de energia ou a fabricação de alimento. Os fal'Cie raramente intervém diretamente no governo da sociedade, deixando essa responsabilidade para representantes humanos nomeados.
Uma teoria afirma que, incluindo a hierarquia inferior, o número total de fal'Cie do Sanctum ultrapassa oito milhões.

Final Fantasy XIII-2Editar

Ver também: Datalog/Sociedade

Os fal'Cie são entidades sobrenaturais que uma vez governaram o paraíso flutuante de Cocoon.
Esses seres divinos possuem o poder de amaldiçoar os humanos, os transformando que "l'Cie". Lightning e Serah já foram escravizadas como l'Cie, e receberam a tarefa de destruir Cocoon.
Lightning desafiou a vontade dos fal'Cie, e conduziu o seu destino para um camino diferente. Depois da catástrofe, o fal'Cie de Cocoon caiu no sono. Um grupo diferente de fal'Cie existe em Gran Pulse, mas eles mostram pouco interesse nas atividades dos seres humanos.

Lightnig Returns: Final Fantasy XIIIEditar

Ver também: Datalog/Mitologia

O onipotente Bhunivelze criou três deuses para o seu mundo: Etro, Pulse e Lindzei.
Etro era uma deusa sem qualquer poder sobre si própria. Em contraste, tanto Lindzei e Pulse receberam poder quase ilimitado, e eles criaram fal'Cie, servidores que possuem poderes sobrenaturais.
Os fal'Cie que serviram o deus Pulse trabalharam para terraformar as terras amplas sobre o planeta, e o mundo veio a ser conhecido com Gran Pulse. Os fal'Cie que serviram Lindzei construíram um mundo no céu, e mantiveram os humanos alegres inconscientes dentro de uma gaiola que eles chamaram de Cocoon.
Os deuses não se mostram, mas os fal'Cie estavam presente em todas as partes da vida da humanidade. O povo dependia deles para a sobrevivência e os adoraram como deuses. Mas quase não há nenhum fal'Cie deixado nas reminiscências do mundo.

ApariçõesEditar

Final Fantasy XIIIEditar

Ff13-falcie3

Pulse marca os seres humanos escolhidos como l'Cie.

Depois das divindades Pulse e Lindzei partirem do mundo, seus respectivo fal'Cie realizaram tarefas diferentes. Os fal'Cie de Pulse terraformaram a terra - chamada de Gran Pulse, a partir da divindade - e ajudaram a preenchê-lo com criaturas ferozes, enquanto os fal'Cie de Lindzei asseguraram a prosperidade da humanidade, criando o plutóide artificial Cocoon, uma utopia onde a humanidade viveu a salvo das bestas do mundo rebaixado.

Os fal'Cie de Lindzei procuraram chamar de volta o seu Criador enviando uma massa de almas humanas através do Portão de Etro, a barreira entre o mundo mortal e o Reino Invisível. Assim, eles isolaram a maioria da humanidade dentro de Cocoon, um paraíso artificial a governado através do corpo diretivo de fal'Cie, o Sanctum. O Sanctum descrevia o mundo rebaixado como um inferno para os seres humanos para impedir que a população quisesse sair, e para terem ss fal'Cie como meio de proteção.

Os fal'Cie de Cocoon usaram propagandas para influenciar uma guerra entre aqueles que abraçam o paraíso e trabalham nele e aqueles que permaneceram em Gran Pulse. A meta dele era forçar os l'Cie de Pulse a se transformarem em Ragnarok, uma criatura mítica com o poder de trazer o fim do mundo, e destruíssem Cocoon, esperando que a contagem de mortos resultando forçasse a abertura do Portão de Etro, chamando seu criador de volta ao mundo.

Enquanto a primeira tentativa durante a Guerra de Transgressão falhou devido a intervenção divina de Etro, a segunda quase consegue em 0 AF. Dois l'Cie de Pulse, Fang e Vanille, se sacrificam para construir um pilar de cristal para deter a queda de Cocoon. Quando o fal'Cie que funcionava como a fonte de energia de Cocoon, Orphan, morre, o fal'Cie Eden, que distribuía a energia de Orphan para os outros fal'Cie de Cocoon, adormece junto com todos os outros, já que não podia mais sustentar Cocoon, cristalizado.

Anima-FFXIII

O fal'Cie Anima.

O único fal'Cie de Pulse que é conhecido por ter uma parte nesse esquema é Anima, que costumava ser o fal'Cie protetor de Oerba, uma vila de Gran Pulse, e que marcava l'Cie com o Focus de se transformarem no Ragnarok e atacassem Cocoon. Depois da Guerra de Transgressão, Anima foi levado para Cocoon pelo líder fal'Cie de Cocoon, Barthandelus, onde permaneceu adormecido por centenas de anos até encontrar novos l'Cie para marcar. Sem Anima, a população de Oerba diminuiu até que, eventualmente, ela se tornasse uma cidade fantasma habitada apenas por Cie'th, mostro cristalizados que l'Cie que não completam seu Focus se transformam.

O resto dos fal'Cie de Pulse aparecem indiferentes aos perigos da humanidade, e continuam seguindo seus objetivos que, presumivelmente, foram dados a eles pelo deus Pulse. Eles parecem ter dois objetivos: encontrar o Portão de Etro, e criar um exército para o deus adormecido Bhunivelze, para ele eventualmente suar em uma guerra contra o Reino Invisível uma vez que o Portão fosse encontrado. Assim, alguns fal'Cie - como Dahaka - vagueiam nos céus a procura do Portão, enquanto alguns cavam a terra, como Atomos. O fal'Cie Titan "escolhe seletivamente" monstros ferozes de Gran Pulse colocando uns contra os outros em lutas até a morte para garantir que apenas os mais fortes sobrevivam. Os fal'Cie de Pulse construíram as Arcas, áreas onde os mais fortes monstros esperam em estase, presumivelmente, pelo momento que o Portão para o Reino Invisível seja encontrado.

Final Fantasy XIII-2Editar

Mesmo após a catástrofe, muitos moradores permaneceram em Cocoon, e alguns impulsionaram os fal'Cie para serem restaurados. Hope Estheim e a Academy criaram um fal'Cie feito pelo homem, Adam, mas quando Hope descobre pelo Oracle Drive que Adam se torna independente e repete as ações dos fal'Cie de Cocoon para governá-lo, ele muda de idéia sobre sustentar Cocoon com um fal'Cie. Apesar do fal'Cie de Cocoon terem adormecido, os fal'Cie de Pulse continuam com as suas atividades, não ligando para a queda de Cocoon e o retorno da humanidade a Gran Pulse.

Proto fal'CieEditar

Fal'cie Nemesis FFXIII Conceito de Arte

Conceito de arte não usada do fal'Cie "Nemesis", que parece ser a base para Adam.

Os Proto fal'Cie são fal'Cie feitos pelo homem. Para criá-los, os seres humanos usam pedaços de fal'Cie adormecidos e/ou os reconstruem ou duplicam o projeto, mas o seu processo exato de como eles o criam e sustentam é desconhecido. Proto fal'Cie suportam as verdadeiras habilidades de um fal'Cie, incluindo a capacidade de marcar humanos como l'Cie e transformá-los em Cie'th.

Em Final Fantasy XIII-2, para salvar Cocoon de seu colapso predestinado, a Academia elabora o Projeto Proto fal'Cie em 13 AF para fazer a estrutura flutuar novamente. O Proto fal'Cie Adam é um paradoxo, viajando através no tempo para a Torre Augusta para programar AL para abater todos e encobrir as mortes com duplicatas e matar qualquer um que descubra a verdade, assegurando a sua criação. Em 400 AF, Adam repete as ações dos fal'Cie de Cocoon e governa sobre os seres humanos que usam os recursos de Academia, mas dois viajantes do tempo - Noel e Serah - apagam a existência de Adam fazendo Hope nunca concluir o projeto Proto fal'Cie.

Lightning Returns: Final Fantasy XIIIEditar

LRFXIII Atomos

Atomos, inativo, nas Dead Dunes.

Quando a deusa Etro morreu, a barreira entre o mundo mortal e o Reino Invisível foi quebrado e Chaos de Valhalla foi liberto, os dois mundos de Cocoon e Gran Pulse fundiram-se e se tornaram o mundo conhecido como Nova Chrysalia. Neste reino atemporal transformado pelo Chaos, os fal'Cie sobreviventes adormeceram. Dois fal'Cie ainda podem ser encontrados nas Dead Dunes: Atomos adormecido está localizado acima da entrada de uma masmorra, enquanto Titan, , que foi destruído, possui a sua mão mostrada atrás de uma duna e a sua cabeça atrás de outra.

O último fal'Cie restante é o Pandaemonium que apareceu um dia, possivelmente criado por Bhunivelze para construir as cidades de Luxerion e Yusnaan, e para fabricar suprimentos e alimentos para as pessoas. Ele agora reside no Distrito do Armazém de Yusnaan, produzindo alimentos para os habitantes de Nova Chrysalia. Snow atua como o seu protetor. Há também uma estátua de um Cactiar erguida em homenagem ao fal'Cie Cactuar que viajou com Snow e protegeu-o durante suas aventuras como um viajante do tempo.

Durante a batalha final com Bhunivelze, seres semelhantes aos fal'Cie Eden são invocados para batalhar. Após o Apocalipse, se presume que qualquer fal'Cie restante tenha sido destruído já que a humanidade viaja para um novo mundo livre de deuses.

Final Fantasy Type-0Editar

Arecia art

Arecia Al-Rashia.

Seres parecidos com os fal'Cie de Final Fantasy XIII existem no mundo de Orience, embora eles nunca sejam chamados por esse nome. Arecia Al-Rashia servidora de Pulse, criou os quatro cristais do mundo e se mistura com a elite de Domínio de Rubrum|Rubrum em seu plano de abrir o Portão de Etro; Gala, servo de Lindzei, aguarda com o seu exército Rursan a chegada do apocalipse conhecido como Tempus Finis; Diva é uma observadora neutra, que registra a história de Orience.

Os três fazem parte de um experimento para encontrar e abrir o Portão de Etro, o portão entre o reino mortal e o Reino Invisível dos mortos. Arecia e Gala competindo para ver qual deles terá sucesso. Arecia fortalece um seleto grupo de almas humanas para que elas abram o portão quando morrerem: estas almas se tornaram conhecidas na mitologia de Orience como Agito. Gala escolhe alguém para se tornar o Juiz para determinar se o Agito vai ou não nascer no mundo e para libertar o Exército Rursan para abater o povo de Orience e criar um fluxo de almas para forçar a abertura do Portão.

FFT0 The Rursan Arbiter 2

O Árbitro Rursan que segue a vontade de Gala.

Quando três nações caem e um Cristal controla todos em Orience, o Tempus Finis começa. Enquanto o Rursus vai para Orience e os Cristais enviam um l'Cie para o Pandæmonium, um santuário despertado por Gala também conhecido como a Terra do Juízo, onde o Juiz fica e os l'Cie tentam se tornar o Agito, mas a espiral se reinicia se ele falha. Quando o fluxo de almas não consegue encontrar o Portão, e nenhum dos l'Cie consegue se tornar o Agito, o Juiz considera a experiência uma falha e uma outra espiral da história é criada na espera de um outro Tempus Finis.

Pelos acontecimentos de Final Fantasy Type-0, a espiral foi reiniciada 600.104.971 vezes, onde as almas escolhidas por Arecia decidem se tornar l'Cie do Cristal do Pássaro Escarlate e perdem sua livre vontade, e, apesar dos esforços dos Cristais para o Agito nascer, parece que alguém sem livre-arbítrio não pode se tornar ele. Durante Final Fantasy Type-0 (a espiral de número 600,104,972), os instrumentos escolhidos de Arecia, os membros da Class Zero, alteram o curso dos acontecimentos ao rejeitar a oferta do Cristal e derrotar Cid Austyne, o Árbitro Rursan escolhido por Gala, como mortais, apesar de terem falhado em seu último ato e serem considerados inaptos de se tornarem o Agito. Depois de ouvir as palavras finais de seus filhos, Arecia respeita os seus desejos de não serem revivido em outro ciclo e liberta Orience de seu experimento. Ela destrói os Cristais e desaparece de Orience enquanto Gala adormece.

Final Fantasy Trading Card GameEditar

Alguns dos fal'Cie aparecem em Final Fantasy Trading Card Game.

Fal'Cie ConhecidosEditar

Final Fantasy XIIIEditar

Fal'Cie de LindzeiEditar

Orphan forma final

Os fal'Cie de Lindzei foram criados para manter e proteger Cocoon, que proclamaram uma utopia para atrair os seres humanos em mudança. Apesar de serem adorados pelos cidadãos, os fal'Cie de Lindzei são insensíveis a eles e os vêem como ferramentas para se adequar suas necessidades como sacrifícios. Devido a sua incapacidade de se desviar da sua tarefa de preservar Cocoon, os fal'Cie de Lindzei manipulam os l'Cie de Pulse para destruir Cocoon para eles. Após a morte de Orphan e da Catástrofe, os fal'Cie de Cocoon adormeceram e Cocoon se deteriora até entrar em colapso em 500 AF.

  • Orphan: Representando a luz solar e em um estado não-nascido, Orphan dá poder a todos os outros fal'Cie de Cocoon via o fal'Cie Eden, que atua como um intermediário.
  • Eden: O fal'Cie responsável por monitorar todas as funções de Cocoon, e de onde a capital de Cocoon recebe o nome. Sinfonando seu poder de Orphan, Eden se comunica como um representante do Sanctum e é reconhecido como a autoridade em Cocoon pelos cidadãos.
  • Phoenix: O fal'Cie encarregado pelas condições meteorológicas de Cocoon, que brilha como um sol no meio de Cocoon enquanto supervisiona numerosos fal'Cie que geram o vento e a chuva.
  • Carbuncle: Responsável pela produção de alimentos em Cocoon.
  • Kujata: Fornece energia a Cocoon. Ele se encontra no Euride Gorge, e é o fal'Cie que transformou Dajh Kaztroy em l'Cie.
  • Barthandelus: O líder fal'Cie de Cocoon que monitoriza os acontecimentos de Final Fantasy XIII sob o disfarce de Galenth Dysley para garantir o encontro de sua espécie com o Criador por meio da destruição de Cocoon.
    • Menrva: Um familiar de Barthandelus e vive contendo os poderes enquanto ele estar em sua forma humana.
  • Palamecia: O fal'Cie modificado pelo Sanctum para servir como dirigível PSICOM
  • Leviathan: Fornece água purificada a Cocoon.
  • Siren: Não se sabe qual é a função deste fal'Cie, mas um santuário seu se encontra em Bodhum e é visto brevemente durante uma cutsvene entre Snow e Serah. É uma figura humanóide que segura uma harpa em forma de asa. Apesar de não ser possuir nome no jogo, o guia Final Fantasy XIII Ultimania Omega a identifica como Siren.
  • Protera: Sustenta e move o vestígio de Pulse de Bodhum. Sua aparência é descrita em Final Fantasy XIII Ultimania Omega, onde é descrevido como um "escudo fal'Cie". O Palamecia estava carregando o Vestígio em Hanging Edge.

Fal'Cie de PulseEditar

Dahaka arte

Enquanto alguns fal'Cie de Pulse procuram o Portão de Etro através de terraformação e observação, alguns se tornaram reconhecidos nas aldeias de Gran Pulse como protetores, como Anima em Oerba e o fal'Cie sem nome de Paddra que ficou inativo por razõe desconhecidas, apesar de ainda ser capaz de projetar imagens do Oracle Drive. Ao contrário de seus irmãos de Cocoon, os fal'Cie de Pulse são indiferentes em relação a presença humana, mas ainda os marca quando é necessário. A maioria dos fal'Cie de Pulse estavam ativos antes da Catástrofe, e depois alguns foram destruídos ou ficaram inativos. Durante os eventos de Lightning Returns: Final Fantasy XIII, os fal'Cie de Pulse parecem terem adormecido, e provavelmente foram destruídos durante o Apocalipse.

  • Anima: Originalmente localizado em Oerba, transformou Vanille e Fang em l'Cie, antes de ser levado para Cocoon onde entrou em hibernação. Durante acontecimentos de Final Fantasy XIII, Anima transforma Serah, Lightning, Snow, Hope e Sazh em l'Cie.
  • Atomos: O fal'Cie esférico que cavava passagens subterrâneas em Mah'habara Subterra antes dos acontecimentos de Lightning Returns: Final Fantasy XIII onde permanece imobilizado dentro das Dead Dunes.
  • Bismarck: Protege as Sulyya Springs; intrusos nas águas são eliminados.
  • Titan: Dá força a um processo de seleção natural para produzir espécies mais poderosas em Pulse. Em Lightning Returns: Final Fantasy XIII, os restos de seu corpo estão espalhados nas Dead Dunes.
  • Dahaka: Se encontrando na Torre de Taijin, Dahaka vagueia sobre o céu de Gran Pulse em busca do Portão de Etro antes d grupo de Lightning entrar e destruir o seu domínio.
  • Fenrir: O maior fal'Cie de Pulse, que provoca longos eclipses em vários séculos atrás do Portão de Etro. Durante Final Fantasy XIII-2, um paradoxo que acorre em Oerba em 200 AF ativa Fenrir no ano 10 AF, e o eclipse afeta apenas a região de Yaschas Massif.
  • Cactuar: o fal'Cie responsável pela segunda marca de Snow em Final Fantasy XIII-2. Junto com Snow, Cactuar passa algum tempo no Sunleth Waterscape lutando contra o Real Ripeness.
  • Pandaemonium: O último fal'Cie remanescente, que reside em Yusnaan. Ele fabrica alimentos para a população do próprio Chaos, e é protegido por Snow.

Final Fantasy Type-0/AgitoEditar

FFT-0 Suzaku Crystal Glowing

O Cristal do Pássaro Escarlate.

Enquanto não aparecem sob o nome "fal'Cie", os cristais de Orience e certas pessoas tem seus papéis, como a manutenção do mundo, a escolha de pessoas para se tornarem l'Cie e promover a agenda das divindades de Fabula Nova Crystallis.

Os cristais aparecem como objetos semi-conscientes do poder político: há quatro cristais, cada um faz parte de uma nação diferente de Orience. Eles apagam as memórias de sua morte dos vivos, garantindo que as memórias dolorosas não interfiram em meio a população. Arecia Al-Rashia criou os cristais, e eles sobreviveram a cada ciclo sucessivo de guerra, se curando de qualquer dano sofrido no processo. É revelado no caso de Ryid Uruk que os cristais não podem dar o sua poder para pessoas de patrimônio misto além de uma certa idade. Existe também um misterioso Cristal Rursus, presumivelmente forjado por Gala, em vez de Arecia, que manifesta o Rursan Reaver, levanta o Pandæmonium e marca alguém para se tornar o Árbitro Rursan. O Cristal Rursus foi destacado nos primeiros rascunhos de Final Fantasy Type-0, e ainda é mencionado em uma entrada do Rubicus como o Rursan Reaver sendo seu criador.

  • Arecia Al-Rashia: Um servidor imortal do deus Pulse, que criou os cristais de Orience. Ela é a chefe da divisão de magia em Rubrum, compartilhando um vínculo com Ace] e é ajudada em sua tarefa por Joker e Tiz. Ela tenta usar as almas da Classe Zero para encontrar e abrir o Portão de Etro.
  • Gala: O líder do Exército Rursus e servo do deus Lindzei. Gala aparece quando o equilíbrio entre as nações está descontrolado, e seu exército mata a população para forçar a abertura do Portão de Etro. Gala escolhe Cis Austyne para ser o Árbitro Rursan.
  • Diva: a superintendente do mundo, encarregada de gravar todos os eventos, incluindo os pertencentes a Gala e Arecia.
  • O Cristal do Pássaro Escarlate: Ele contém e dá o Poder da Magia. A Akademeia, com base no Domínio de Rubrum, é dedicada a aperfeiçoar o uso da magia.
  • O Cristal do Tigre Branco: Ele contém o e dá Poder das Armas. O povo do Império Militesi, através da White Peristylium, ganhou a capacidade tecnológica, incluindo o uso da Armadura Magitek.
  • O Cristal do Dragão Índigo: Ele contém o e dá Poder do Dragão. Ele permite que as pessoas do Reino de Concordia vivam em paz e harmonia com as criaturas.
  • O Cristal da Tartaruga Negra: Ele contém e dá o Poder da Defesa. As pessoas da Aliança de Lorica ganham força extra e resistência em comparação com os outros países.

Fal'Cie descartadosEditar

Seis outros fal'Cie foram projetados durante o desenvolvimento de Final Fantasy XIII, mas foram descartados:[1]

  • Nemesis: Ele é idêntico a Anima, porém roxo. Nemesis teria sido um chefe na Seventh Ark e iria lutar de uma forma semelhante a Anima. Este conceito foi usado mais tarde para o Proto fal'Cie Adam em Final Fantasy XIII-2.
  • Ramuh: O fal'Cie de Pulse elevado sobre a paisagem, retratado como um homem velho fumando um cachimbo.
  • Gilgamesh: Empunharia espadas de vários tamanhos.
  • Fal'Cie Squid: Planejado para morar na Sulyya Springs.
  • Cristal Lulusath: um quinto cristal de Orience subserviente a Gala que foi destaque nos primeiros rascunhos de Final Fantasy Type-0.
  • Diabolos.
  • Garuda.

GaleriaEditar

EtimologiaEditar

"Fal'Cie" é um anagrama de ciel (palavra francesa para céu, derivada da latina caelum), e fa, neste contexto, é derivada do latim famulus, que significa "servo". Quando combinamos, o novo nome (famulus caelum) pode ser traduzido como "Servo do Céu".

Também é possível que "fal'Cie" seja uma brincadeira com a palavra "falácia", a partir do latim Fallacia, que significa "uma decepção, ou falsa noção, opinião, etc.".

Além de Barthandelus, Dahaka, Orphan, Menrva, Palamecia, Protera e Adam, cada um dos fal'Cie foram nomeados a partir de invocações de jogos Final Fantasy anteriores. O nome japonês de Dahaka tem sido usado em várias ocasiões para inimigos comuns, como o de Barthandelus. Adam e Eden são nomes do livro Gênesis, embora Eden seja uma invocação em Final Fantasy VIII.

CuriosidadesEditar

  • A entrada do registro de dados de Final Fantasy XIII menciona "o número total de fal'Cie do Sanctum ultrapassa oito milhões". Isso provavelmente significa "incontável" em vez de literalmente oito milhões porque o número oito, muitas vezes, significa grandes quantidades na cultura japonesa. Yoshinori Kitase disse em uma entrevista que o número de fal'Cie é "incalculável".
  • Em Dissidia 012 Final Fantasy, há um Bettlegen no Orphan's Cradle chamado Fal'Cie Husk.
  • Quando visto pela primeira vez na Academia em 400 AF, Adam tem a mesma aparência que o vestígio de Pulse que continha Anima em Final Fantasy XIII.

ReferênciasEditar

  1. Final Fantasy XIII Ultimania Omega, Final Fantasy 25th Anniversary Ultimania
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.